terça-feira, 5 de maio de 2009

Passos Falsos

Em todos os cais em que aportei ,por todos os mares e rios em que naveguei, sem bússola nem leme, me perdi em todas as direções, me aconcheguei entre as estrelas, depositei minha confiança nas multidões, jogada de um lado para o outro como as ondas do mar bravio, fingi sorrir quando a dor era excruciante , me doei de corpo e alma e nenhuma direção me foi imposta, e então me perdi, e de novo me encontrei,como se encontram mar e areia, morte e dor, fim e lágrimas. Todas as estradas me levaram a lugares insólitos e eu abri meus braços para tentar achar a direção, mas me perdi em todos os mapas e em todas as encruzilhadas. Queria um novo caminho, queria um novo caminhar, queria uma nova estrada, cheia de ilusões, repleta de paixões, quero que me indiquem a direção, estou perdida em mim mesma, e em meu peito há só desanimo, mas minhas pernas ainda querem correr...viver, dançar... Querem correr para o calor de um abraço, sem amassos, nem cobranças, só ternura e força, Quero navegar rumo ao horizonte, distante profundo e vazio, como minha alma. Eu quero me perder,e na multidão de feridas encontrar a cura, para todas as dores, dores de grandes amores.Me perdi num abismo, tão profundo que meu coração não suporta mais, ele quer emergir, mais não tem forças suficiente, quero a imensidão do espaço, infinito e perfeito. Eu quero o sangue derramado sem piedade, nem misericórdia, eu quero a morte. Perdida e distante eu sou aquela nuvem solitária em manhas de inverno,o ultimo suspiro de um agonizante. Andar sem direção,voar sem consequências ao pousar,sem limites ao navegar, e aportar em qualquer porto, em qualquer mar. Acomodar minha dor em outro ventre e continuar daqui pra frente, não me encurvar diante do vento, ser Dom Quixote, ser louca carente apaixonada e displicente. Se a dor tem direção quero outro rumo, outra canção. Eu quero o voo doce , rápido e seguro da águia, quero a sua ferocidade e vontade, me recolher entre as montanhas, e pena por pena trocar toda minha plumagem, e renascer, e reviver. Assim como a águia arranca suas próprias garras, quero arrancar minha própria dor.mesmo que sangre, quero voltar a voar. Eu sou a metade de tudo que sonho, quero ser inteira, plena e completa em mim mesma em meus sentimentos em minha atitudes e nenhuma direção existe que me leve até mim mesma. Grito e escancaro minha dor, ,berro e derramo minha falta de força e minha força extrema, eu sou o oposto de tudo que quis, de tudo que quero, de tudo que sou. Já nem sei mais quem fui, não sei quem sou. Me mostre a direção, pegue em minha mão e me aqueça. É noite e sinto frio... Sandra Botelho

4 comentários:

Paula disse...

Me sinto exatamente assim, agora.
Sangue, suor e palavras. Culpando a tudo e todos e depois sentindo remorsos por não ser suficientemente forte por assumir a responsabilidade pelos erros e acertos.
Sem saber onde ir, apenas onde não querer ir.
Tendo certezas absurdas e intensas.
Querendo voar para longe, ou para perto talvez.
Quem somos nós, é uma pergunta difícil demais...

meumundoquadrado disse...

A cada passo
Caminho em sua direção
Preso pelo desejo
Impreguinado em
Meu coração

Descubro-te
Em seus escritos
Perdendo-me por haver
Te encontrado

Faço da busca
Uma bússola infiel
Que me joga ao chão
Toda vez que tento
Levar-te ao céu

O seu Blog me enche de expiração desejo e sentimentos, e o fruto são versos como este ai em cima. Obrigado por expressar em palavras sentimentos tão bonitos...

Anônimo disse...

queee lindo sandra é uma poeta de primeira :)
beeeijos...

Uma Anja... disse...

A gente se perde quando não se permite conduzir o nosso próprio barco...

Não basta só saber remar, é preciso se preparar para as tempestades.

E antes de tudo, é imprescindível conhecer a bússola que nos conduzirá, para não nos perdermos no caminho.

Olhe para dentro de si e se pergunte: quem sou nesse imenso mar e por que águas quero navegar?

Pequenas ondas ja aprendi a dominar, não me assustam mais ... mas e as grandes ondas que poderão surgir? Estou preparada para quebra-las?

Prefiro a segurança de porto seguro ou os desafios de um continente desconhecido?

Quando encontrar tuas respostas, tome os remos de sua vida e se jogue mar adentro,seja ele qual for, mesmo que as aguas sejam profundas e o mar esteja bravio.

Se permita navegar e conquiste a liberdade de viver tua vida, de mares em mares, de portos em portos, até encontrar teu lugar. Enfrente teus medos, conquiste teu espaço, comemore tuas alegrias...

Faça tua vida acontecer, seja feliz, custe o que custar, doa a quem doer...

Só você conhece seus desejos mais intimos e só voce poderá realiza-los

Ninguém vai viver tua vida por você e ninguém vai ser feliz por você...

Nunca se esqueça, NASCEMOS PARA SERMOS FELIZES!!! SEMPRE.

BJUSSS

TE AMO MANA

Meu sereno amor

Meu pequeno pedação de sonho! Me leva pra passear? Por ai em qualquer canto, onde o sol me descanse do calor... Me lembra...