domingo, 24 de maio de 2009

Brincar de ser criança

Nada é mais importante que brincar, quando nos envolvemos em uma breve brincadeira. esquecemos por alguns instantes que crescemos, voltamos a ser crianças e sentimos como é bom ser feliz, ser breves em sentimentos , dar gargalhadas soltas , nos entregar a delicia de ser inconsequentes, ser doces inconvenientes, como é bom sentar na rua , juntar-se com a turma de adolescentes e crianças e dar deliciosas gargalhadas, como é delirante comer uma panela de brigadeiro sem nos preocupar, com espinhas ou em engordar, deitar no chão e olhar as estrelas, andar pela rua sem rumo, parar em algum lugar tomar uma cerveja, só uma porque eles não podem beber mais que uma afinal são menores. Como é bom esquecer que crescemos, tocar a campainha de casas desconhecidas e sair correndo, imagina se alguém te vê , ah melhor não imaginar... Rir de todo mundo como se não tivéssemos defeitos, chegar a ser irritantes por sermos muito críticos e sorrir e gargalhar por piadas sem nenhuma graça. Poder sair só de Jean, sem se preocupar com a maquiagem nem o salto alto.Ah!!! A liberdade... Meu Deus me deixa ser criança enquanto eu tiver energia pra correr, pra brincar, pra viver. Como é bom não ter responsabilidade, por algum tempo, não ter que correr contra o tempo. Quero ser criança, quero ter sempre esperança, acreditar que tudo vai mudar e será para melhorar. Não quero envelhecer, quero ganhar minha rugas porque não consigo detê-las, mas não quero um coração enrrugado, nem um corpo fragilizado por doenças inventadas, não quero ser escrava de remédios, por isso só os tomo em ultimo caso. Quero meu sorriso sempre no rosto, meus amigos sempre por perto. Quero continuar dançando sozinha, assim como faço todos os dias, com musica sem musica, eu faço minha própria canção, vou continuar cantando minhas canções desafinadas, sem me importar com o que os outros pensam.. Quero ser criança em sentimentos puros, não quero perder minha confiança nas pessoas, ainda acredito no bem que existem em todos. Quero continuar tendo imaginação, ser cativa dos meus sonhos, fechar meus olhos e voar pra longe sem deixar a realidade me buscar. Sou mulher e sei ser menina.... Sou menina e sei sei mulher.... Sou mulher menina e menina mulher. E sou feliz, nenhuma dor me derruba e ninguém vai conseguir apagar meu sorriso. Serei sempre aquela que vive, acima de tudo vive com toda a intensidade todos os meus momentos. É assim... Ser criança é tão simples, experimente, certamente, voltará a se apaixonar por você mesma E poderá dizer sem modéstia... Eu me amo. Sandra Botelho

Nenhum comentário: