terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Desabafo

As vezes me pergunto: Porque as pessoas que mais amamos, são aquelas que mais nos magoam? Porque ferem com palavras, e nem sequer pedem perdão? Porque podem ver lágrimas em nossos olhos e nos olhar sem entender porque choramos. Será que realmente nos magoam tão profundamente? Ou será que é porque são as pessoas que mais amamos, e assim não conseguimos admitir que nos tratem de forma tão cruel e insensível? Porque usam palavras tão afiadas que penetram em nosso coração de maneira tão profunda que chega a sangrar. Nesses momentos em que a dor é tão grande sentimos vontade de desistir de todos, de colocar as trouxas nas costas e simplesmente partir.De pensar somente em mim... Nos arrependemos por alguns instantes de tantas coisas, de tantos sacrifícios, de abrir mão do que queremos, da entrega, da abnegação, da tolerância... Por uns instantes, parece que nada valeu a pena. Já não choro mais sozinha no banheiro, agora as lágrimas vem a tona e não consigo mais conte-las, talvez eu esteja ficando mais frágil, ou mais chorosa sei lá. Eu não sei mais o que vale a pena ou o que não vale... As vezes me sinto tão cansada que parece que o peso do mundo está sobre meus ombros. Carrego comigo uma certeza, fiz e faço tudo que posso, evito magoar, falar palavras duras, me anulo em função ... Enfrento tudo para ter paz, para que as coisas não se tornem como temporais... Mas meu coração as vezes parece tão abarrotado que não se contem, não cabe no peito, quer gritar, quer ser ouvido, Sei que vai passar, todas as dores passam, mas vão deixando no coração da gente pequenas rachaduras, e estas rachaduras com o tempo vão se espalhando por todo o corpo e toda a alma até que agente se torna concreto, para poder continuar sobrevivendo... E ser forte o suficiente para suportar. Hoje queria ser ave, para voar para bem longe... Encontrar novas pessoas, pessoas que ainda acreditam em coisas esquecidas por tantos. Como o amor incondicional, como gratidão, ternura, respeito, amizade, carinho, esses sentimentos que hoje estão fora de moda. Já chorei muito pela vida, chorei por amigos ingratos e desleais, chorei pela perda dos pais, chorei por ingratidão, chorei por amor, chorei de raiva. Hoje choro por mim... Por tudo que não fiz e por tudo que fiz, pelo que sou e pelo que não pude ser. Hoje choro pelo que poderia ter sido, e não fui... Mas meu coração está em paz, porque sempre fiz o que pude para fazer todos os que estão ao meu lado felizes, mesmo que o preço de tudo isso tenha sido minha própria dor. Nunca tive vergonha de pedir perdão, sempre despi meu coração a todos, mesmo correndo o risco de usarem isso contra mim. Não sou perfeita eu sei disso, muito pelo contrario. Mas tenho plena convicção que nunca magoei propositadamente ninguém. Acho que o mundo realmente é dos fortes, ou dos que não tem sentimentos. Hoje estou profundamente triste... Sei que vocês meus queridos não tem nada a ver com minha tristeza, mas como aqui é meu aconchego, é também o meu desabafo. Que algum vento forte me leve... Sandra Botelho!

12 comentários:

SAULO PRADO disse...

Eu gostaria de poder responder sua pergunta.

Mas como não posso só me resta te dizer que as dores da vida devem nos servir como lição, não para endurecermos o coração mas sim para aprendermos a conhecer e entender o pobre coração humano...

Ah!!! se eu pudesse te falar o que quero dizer...

Alvaro Oliveira disse...

OLÁ SANDRA

BELO ESTE DESABAFO. NA REALIDADE SOMOS MALTRATADOS POR AQUELES QUE MAIS AMAMOS.
OU PORQUE OS AMAMOS DEMAIS E COMO É LÓGICO, NÃO
ACEITAMOS FÁCILMENTE SERMOS MALTRATADOS E OFENDIDOS. E QUANDO TAL ACONTECE, SÓ TEMOS UMA
SOLUÇÃO PARA DEBELAR NOSSA DOR. ESQUECER!

BEIJINHOS, AMIGA

ALVARO

Reflexo d Alma disse...

Passar por aqui é sempre
parar para refletir...
Que bom que podemos compartilhar;ms
saiba que "o vento que leva também é o vento que tras..."

Vou adorar que passe la no meu blog,
tem um texto reflexivo,mas em outra direção.
Bjins entre sonhos e delírios

angela disse...

É seu aconchego e pode falar do que quiser.
beijos

Mikaele Tavares disse...

Adorei..
Suas palavras tocaram meu coração..
Lembrei quando já chorei por alguns amigos ingratos..
Mas, as lágrimas lavam a nossa almam e levam tudo de ruim embora..
Beijos

Fatima disse...

Aprendi uma coisa a um tempo atras:
Se vc esta pronta para se relacionar com outras pessoas, esteja pronta tb para se decepcionar.
Triste, mas verdadeiro, pelo menos na minha vida.
Espero que sua tristeza passe logo, por que tudo na vida passa.
Bjs querida.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Oi,Sandra.Impossível ler isso e não ficar tocado e até chocado. Pôxa,sinto muito que alguém lhe tenha feito isso. Eu também já fiz esses questionamentos, tenho até textos falando disso. Realmente, as pessoas mais próximas são as que mais magoam.As que mais damos amor, que damos o ombro, o aconchego,nos negam,nos dizem coisas ruins. Só dizer,que assim distante, só posso dizer sou solidário a você e também lhe pergunto: Será que vale mesmo a pena chorar? Analise, talvez essas pessoas não mereçam sua lágrima, já que também não valorizaram seu amor, sua amizade. Seja forte, ame-se. Olhe no eseplho e diga a si mesma: "Voce é a maior.É você quem importa". Desejo que fique bem logo. Beijos do amigo,Carlos

Everson Russo disse...

Por isso tudo minha linda, hoje sou cetico quanto as pessoas, quanto ao amor que depende delas, tambem ja passei por isso e tudo que eu hoje escrevo tambem é meu desabafo, naõ temos e jamais teremos respostas do porque as pessoas que nos magoam sejam as que mais gostamos, talvez seja por serema as mais proximas e aquelas a quem confidenciamos nossas almas...um beijo e um lindo dia pra ti.

r. disse...

:)

Manuela Freitas disse...

Olá Sandra,
Estava a ler o que escrevias e a pensar como isso tão bem se adapta às realidades vividas. Quantas vezes já tive desabafos desses!...
MInha querida amiga desabafar faz sempre bem, gradualmente vamo-nos convencendo que é uma constante da vida, ilusão/desilusão e, o cepticismo vai crescendo em nós.
Beijinhos
Manuela

Di Ozzi Candido. Poeta, modernista. disse...

... Pois, vou eu ficando por aqui também, se me tem um espaço que me caiba e me encaixe nessa multidão.

Obrigado pela visita.
Parabéns por teu trabalho, pela arte
que em ti pulsa, repulsa e encanta.

Ozzi Candido.

Daniel Savio disse...

Aff, pense em dias melhores menina, dias que alguém te agradecerá por ser assim (e não que te fara questionar de ser assim)...

Fique com Deus, menina Sandra Botelho.
Um abraço.