domingo, 12 de fevereiro de 2012

Quando um amor não é real...


Abrem-se as cortinas o espetáculo vai começar,
a obra fala, de um amor que não foi feito pra durar
No palco ela conta a sua história,
todos os detalhes que lhe vem a memoria.
Conta do primeiro olhar, do primeiro sorriso...
O primeiro beijo tão doce e conciso.
Fala das horas de amor, dos momentos de brigas e dor,
ela conta que nunca amou assim...e que quase morreu no fim.
As lagrimas rolam no rosto,
e ela tenta sorrir um sorriso descomposto!
Mas tudo aquilo que ela conta, 
aos poucos a vida desmonta...
A menina se esqueceu de contar que amando muito a alguém,
por muito tempo a menina não se deu conta
que somente , dele recebeu desdem
Hoje a historia tem fim, no terceiro ato se revela o principal fato
acabou o amor que ela tinha,
foi-se embora ,chegou no final da linha.
Nenhum amor suporta a falsidade,
porque todo amor se baseia na verdade.
neste momento fecham-se as cortinas de um espetáculo que
durou pouco.
E ao longe se ouve um soluço rouco...
Sozinha no camarim da vida,
ela retira a maquiagem de alegria,
e novamente pinta em seu rosto a agonia.
Todas as luzes apagadas, o teatro fechado
a platéia partiu...
Nesta peça de tantos amores
nem por uma vez ela sorriu!

Sandra Botelho

27 comentários:

✿ chica disse...

Lindos e tristes versos.Bela poesia!beijos,chica

angela disse...

Muitos sonhos...impedem que se cuide do próprio coração e ama-se mais o amor que a si mesmo.
beijos

Arnoldo Pimentel disse...

Muito lindo e triste o poema, mas sempre existirá quem amará sem ser amado.Hoje estou sendo entrevistado no blog da Anne Lieri, se puder faça uma visita e conheça um pouco do meu trabalho, desde já lhe agradeço, link abaixo, beijos.

http://recantodosautores.blogspot.com/2012/02/recanto-entrevista-arnoldo-pimentel.html

Parole disse...

Pés no chão sempre para não se desiludir depois...

Belo poema.

Beijo

ReltiH disse...

MUY MELANCÓLICO TEXTO.
UN ABRAZO

Thomas Albuquerque disse...

Sei beeeeeeeeemmm o que é encenar essa peça...


esse "espetáculo" não merece bis... rsrs

beeeijos

Ricardo e Regina Calmon disse...

MININA SONHADORA, DIAS DE LUZES QUE NOS DESEJASTES,PERMANECE EM NÓS,PERCEBA O ÚLTIMO POST!

VIVA A VIDA

REGINA E RICARDO

Marly Bastos disse...

Sandra,
Triste, mas muito real essa representação teatral. Acho que muitas poucas pessoas nao passaram por esse ato.
Lindo querida!
Beijokas doces e uma semana abençoada.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

As vezes vemos
o amor
de acordo
com a nossa miopia,
e não de modo real.

A música ao fundo
é do Asher Quinn?

Que sempre existam
sonhos a habitar teu coração.

Paula Lagôa disse...

Magnífico!! Posso me solidarizar com a menina. Fácil!! Mil beijinhos minha querida poeta!!!

Rosemildo Sales Furtado disse...

Belo poema Sandra, só que um tanto triste. O melhor é que sempre há esperança de dias melhores.

Beijos,

Furtado.

ELAINE disse...

Ôi! Passando pra convidar! Tem post novo e presente muito especial! Vem! Cada coração amigo conquistado, é mais uma luzinha a iluminar a nossa estrada! Uma 3ªF radiante e abençoada! Abraço fraterno e afetuoso! Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/
http://www.dihitt.com.br/elaineaverbuch
http://twitter.com/@elaineaverbuch

Everson Russo disse...

O amor sempre será real...ele foi feito pra durar,,,pra ser amor...eterno,,,paz,,,força,,,vida,,,a gente é que faz dele triste,,,,beijos de bom dia pra ti querida.

Anne Lieri disse...

Sandra,triste o fim de um amor,mas bela a sua poesia!Bjs e meu carinho!

Cristina Lira disse...

Linda poema...
Sensivel....

Bjos e excelente semana....

Manuel disse...

Belo poema sobre a realidade do amor.
Hoje é um dia especial, mas este poema pode ser um aviso,pois nem sempre o que parece é.
Parabéns pela inspiração!

anita sereno disse...

oi amiga vim te visitar e me deparo com esta poesia tão triste espero que estejas bem beijos saudades
boa semana

Majoli disse...

Doce Chocolate, tão triste sua poesia, chega a doer só em te ler.

Beijos cheios de saudades e carinhos.

Ilaine disse...

Oi, Flor!

Para o dia do amor... um grande poema. Lindo, como sempre.

Obrigada pelo carinho.
Beijo no coração

Pat. disse...

Apesar de triste ficou muito bonito, Sandrinha.
Obrigada por seu carinho.
Toda vez que venho aqui e abro o teu blog lembro daquela música: estou de volta pro meu aconchego...
Beijos querida.

Luma Rosa disse...

Uma pena que nem todas as histórias de amor têm finais felizes :( O que a menina tem que saber é que quando o amor acontece, existe sincronia. Quando isso não acontece e não há troca, o amor não existe, afinal, o amor é troca. Beijus,

ONG ALERTA disse...

Nenhum amor suporta a falsidade...
Beijo Lisette.

Insana disse...

Lindooo...

bjs insanos da Insana

wcastanheira disse...

uM AMOR Q NÃO FOI FEITO PRA DURAR...ALGUMAS PESSOAS PRATICAM UM AMOR ASSIM, COM TEMPO LIMITADO, COM HORA MARCADA, AMOR DE VERÃO, AMOR DE CARNAVAL...BELO TEXTO LINDA POETIZA PRA VC BJOS, BJOS E BJOSSSSSSS

Daniel Costa disse...

Sandra

Seja como for, quando um amor vai embora, por muito gosto que tenha ficado, nada como novo amor para fazer esquecer o passado.
Beijos

Jorge Pimenta disse...

onde começa o palco e a vida, querida sandra?

beijinho!

Paula Lagôa disse...

Maravilhoso! E como isso acontece. Sempre. E tão doloroso!!

Meu sereno amor

Meu pequeno pedação de sonho! Me leva pra passear? Por ai em qualquer canto, onde o sol me descanse do calor... Me lembra...