segunda-feira, 28 de maio de 2012

Quase um conto de fadas...



E foi ali...naquele mundo criado a quatro mãos,
que dois seres se beijaram, magnetizados de desejo e paixão,
Entrelaçaram seus corpos ...
E naquele momento, a mágica se fez...
Não eram luas, nem estrelas, tampouco eram fadas ou duendes,
Eram dois olhares colados um no outro 
e o que puderam ver naquele momento... Indescritível se fez...
Havia naqueles dois corpos algo magico.
Uma magia que nada, nos contos de fadas será capaz de explicar...Ou contar!
E aconteceu...
Uma viagem  para dentro de cada um,
 como se os olhares pudessem penetrar a alma!
E só o que se viu foi amor...
Almas compenetradas e apaixonadas...
De repente o desejo, e a paixão, diminutos se fizeram
Diante da grandiosidade do coração!

Sandra Botelho



25 comentários:

Thomas Albuquerque disse...

E viveram felizes para sempre...



beeeijoss

Só em Palavras disse...

Lindo...
mas é assim que deve ser
magia...
encanto e sedução.
Bjins

LORENA LEITTE disse...

lindo tão maravilhoso e prazeroso ler seus poemas !!
abraços

✿ chica disse...

Lindo e mágico amor!beijos,chica

Everson Russo disse...

E tantas coisas acontecem nesse mundo criado entre quatro paredes,,,a quatro mãos...sentimentos e toques infinitos...beijos de bom dia pra ti.

Pelos caminhos da vida. disse...

Maravilhoso...

Bom dia Sandra.

beijooo.

Marcia disse...

Poeta querida,é lindo esse teu cantar em versos o amor!Adoro e sou Fã bjos!

Majoli disse...

Quase um conto de fadas...lindo, lindo!!
Amo seu romantismo Chocolate querida.
Beijos com carinho.

ReltiH disse...

ME ENCANTA LEERTE TAN ENAMORADA.
BESOS

edumanes disse...

Aconchego delirante
Que faz enlouquecer
Nesse corpo elegante
Gostava de me aquecer!

Para mais frio não ter
Me diz onde o posso encontrar
Só você o poderá dizer
Se o calor me quiser dar!

Loucura, felicidade
Amor e prazer
Desejo e vontade
Só quando acontecer!

Boa quarta-feira,
um beijo
Eduardo.

Sueli Gallacci disse...

Ah! o amor... Mais sublime fica ainda nos seus versos!

Bjobjo!

Sueli disse...

O amor dança e rola nas suas palavras, amiga! E aqui ele dançou e rolou naqueles dois corações também! Beijo, amada!

Jorge Pimenta disse...

o amor na agitação febril da pele. como ele é, afinal.

beijinho e chocolate, querida amiga!

Jorge Pimenta disse...

o amor na agitação febril da pele. como ele é, afinal.

beijinho e chocolate, querida amiga!

Patrícia Pinna disse...

Boa noite,Sandra. Conheci você através do blog Marcinha e amigos, e eu amei. Suas poesias são belaas e repletas de romantismo.
Vejo você no face sempre, mas tenho a dúvida se somos ou não, amigas lá.
Espero que sejamos aqui e em todos os espaços!
Estou te seguindo!
Um beijo na alma, e fique na paz1

Milton Kennedy disse...

Oi Sandra, lindo e profundo.
Parabéns pela inspiração.

Abraços, saúde e muita paz interior.

Mary disse...

Que lindo, o olhar é tudo.
Bom final de semana
Beijos

Evandro L. Mezadri disse...

Bela obra Sandra! Uma dança romântica de palavras.
Grande abraço e sucesso!

claudete disse...

Belo encantamento encantado! Que seja assim sempre. Belo poema Sandra. Beijos .

Álvaro Lins disse...

Belíssimo:)!
Bjo

Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

Sei que é leitora do blog Palhaço Poeta,passa aqui nesse endereço ha um belo texto dele lá,
texto que poderá encontrar nos livro
Prosa Inversa.
Esse é o endereço http://reflexosespelhandoespalhandoamigos.blogspot.com.br/

Alécio Souza disse...

Todos nós sonhamos com um conto de fadas em nossas vidas! Lindo demais o seu poema. Assim que puder deixe a sua pegadinha no meu blog, atualizei ele hoje!
Bjs achocolatados pra vc!

Marilu disse...

Querida amiga, tenha uma linda e abençoada semana. Beijocas

Manuel disse...

Mais do que um conto de fadas, é um momento de magia.
Adorei todas esta anda de ternura.

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa noite querida!!!!!!
Faz um tempinho que não passo por aqui...sentindo saudades vim deixar minha marca e encontro mais um poema com o sabor de mel...
bjsssssssssssssssssssss

Meu sereno amor

Meu pequeno pedação de sonho! Me leva pra passear? Por ai em qualquer canto, onde o sol me descanse do calor... Me lembra...