quarta-feira, 24 de junho de 2009

Sedução



O batom é mais vermelho,
a roupa mais colada,
O decote mais insinuante,
nada é mais como antes...
O perfume é mais doce,
A sandália deixa expostos
Pés mais bem feitos...
Mãos mais macias,
Vestir-se se torna uma arte...
Como uma leoa a se preparar para a caça...
E assim começa...
Um frenesi de corpos...
Um roçar de bocas entreabertas...
Um envolvimento de olhares...
A busca pelo êxtase...
um emaranhado de sensações
toques indecorosos e fugazes
a volúpia de desejos
desenhos feitos a quatro mãos
Em ardentes toques indecorosos
flamejantes ...
deliberadamente errantes...
Um olhar safadamente envolvente...
O desejo de querer-te mais...
O beijo...
Corpos a se embaraçar...
Sensações, reservadas ao segredo...
O arrepio ...
Toques mais salientes...
palavras soltas e indecifráveis,
ditas por lábios colados,
inexpressivas e insignificantes,
aquecem...
O corpo tomba, a razão declina,
e a vida obriga os amantes
a degustar o cálice doce do prazer...

Fez-se o desejo, fez o toque,
fez-se o sexo, fez-se o amor!

Sandra Botelho

2 comentários:

Paula disse...

Ainda bem!!
Já estava ficando preocupada e com muitas saudades Flor!!
Estava sumida! Lindo texto, é impressionante como as suas palavras tem força e poder. Podemos sentir junto tudo o que vc escreve, e ainda penso que pode ser tamb-A9m como a sua capacidade de escrever os sentimentos da mesma forma que a gente os sente. Beijinhos querida!

A.S. disse...

Para ti... com um doce beijo!
AL


No teu corpo cálido
abre-se a flor de luz!
Teus músculos
tensos,
são uma roda lenta
girando, das ancas
ao busto ondeado...
e, cada vez mais ampla,
a onda livre ondula e
se propaga
a todo o corpo...
e o corpo dança..
e dança,
cada vez mais
(in) tensamente...
Dança a vida, respira,
sufoca
suplica
ascende
chove-se...
Todo o corpo é agora
uma só onda
abrindo caminho entre dunas
como uma lingua
de fogo
num doce amplexo
entre as tuas pernas...

Meu sereno amor

Meu pequeno pedação de sonho! Me leva pra passear? Por ai em qualquer canto, onde o sol me descanse do calor... Me lembra...