quarta-feira, 24 de junho de 2009

Sedução



O batom é mais vermelho,
a roupa mais colada,
O decote mais insinuante,
nada é mais como antes...
O perfume é mais doce,
A sandália deixa expostos
Pés mais bem feitos...
Mãos mais macias,
Vestir-se se torna uma arte...
Como uma leoa a se preparar para a caça...
E assim começa...
Um frenesi de corpos...
Um roçar de bocas entreabertas...
Um envolvimento de olhares...
A busca pelo êxtase...
um emaranhado de sensações
toques indecorosos e fugazes
a volúpia de desejos
desenhos feitos a quatro mãos
Em ardentes toques indecorosos
flamejantes ...
deliberadamente errantes...
Um olhar safadamente envolvente...
O desejo de querer-te mais...
O beijo...
Corpos a se embaraçar...
Sensações, reservadas ao segredo...
O arrepio ...
Toques mais salientes...
palavras soltas e indecifráveis,
ditas por lábios colados,
inexpressivas e insignificantes,
aquecem...
O corpo tomba, a razão declina,
e a vida obriga os amantes
a degustar o cálice doce do prazer...

Fez-se o desejo, fez o toque,
fez-se o sexo, fez-se o amor!

Sandra Botelho

2 comentários:

Paula disse...

Ainda bem!!
Já estava ficando preocupada e com muitas saudades Flor!!
Estava sumida! Lindo texto, é impressionante como as suas palavras tem força e poder. Podemos sentir junto tudo o que vc escreve, e ainda penso que pode ser tamb-A9m como a sua capacidade de escrever os sentimentos da mesma forma que a gente os sente. Beijinhos querida!

A.S. disse...

Para ti... com um doce beijo!
AL


No teu corpo cálido
abre-se a flor de luz!
Teus músculos
tensos,
são uma roda lenta
girando, das ancas
ao busto ondeado...
e, cada vez mais ampla,
a onda livre ondula e
se propaga
a todo o corpo...
e o corpo dança..
e dança,
cada vez mais
(in) tensamente...
Dança a vida, respira,
sufoca
suplica
ascende
chove-se...
Todo o corpo é agora
uma só onda
abrindo caminho entre dunas
como uma lingua
de fogo
num doce amplexo
entre as tuas pernas...