segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Eu queria!




Eu queria ser um sonho!

Desses que se sonha sorrindo...

Que se acorda com vontade de adormecer, 

só para continuar sonhando!

Sandra Botelho

sábado, 10 de novembro de 2012

Anjo Negro


Não , não me cale a boca,
meus gritos te ensurdecem,
Porque a culpa te cala!
Não, não me fira os ovidos com promessas vãs...
Tua boca me ensurdece porque tua lingua mente.
De repente, seus olhos perderam o amor
e na tua face vejo desesperança e mentira.
Vá !Se retire, leve consigo sua arrogância e sua mesquinhes.
Perdoa-me ,pelas noites em que meu corpo ainda te espera
e em contorces de desejo se cala...Emudece, esfria...
Coloque em suas malas ,toda sua astúcia, vai precisar dela
quando encontrares outra desprevenida, que acredite 
em tuas palavras insanas e falsas.
Cubra-se! Está frio...Não quero que adoeça.
Uma mente doente te  faz matar...Um corpo doente te mata.
Não quero que morras antes de sentir a dor, a
mesma dor que me causou.
Limpe o chão antes de partir, há sangue nele.
O mesmo sangue que rolou quando tatuei seu nome em meu coração
Rola pelo chão agora que arranquei o mesmo coração do meu peito.
Cale-se o silencio é melhor que suas palavras...
E na noite sombria se foi, partiu
e nem saudades deixou...
Apenas uma sombra amedrontadora 
do que um dia foi amor!

Sandra Botelho

Meu sereno amor

Meu pequeno pedação de sonho! Me leva pra passear? Por ai em qualquer canto, onde o sol me descanse do calor... Me lembra...