segunda-feira, 30 de junho de 2014

Mutação



Estou nas asas do incerto,
Vou mergulhar nesse deserto,
E revelarei meu maior segredo!
Vou dar á vida um novo enredo.

Vou me despir de tudo,
Bagunçar todas as minhas gavetas,
E deixar portas abertas,
Não vou mais crer em coisas certas.

Vou destrancar todas as celas,
Vou rabiscar todas as telas.
Poluir meu corpo e coração,
E invalidar a voz da razão.

E nesse torpor em que me encontro,
Não vou me prender em nenhum ponto.
Sem amarras nem cadeias , serei amante.
Pecado, santidade ou simplesmente serei errante...

SandraGonçalves

sábado, 28 de junho de 2014

Caos e flores



Nas manhas coraram as flores, fez -se inverno fez se noite
mas as cores floriram!
Raizes mornas adormecidas em abismos da terra...
Frutos doces em mamiferas plantas.
E fez-se inverno e fez-se dia
brotou no céu a cor da noite 
e nas montanhas floriram pétalas. 
Não foram chuvas , foram certezas
Agora o fungo devasta a vida
e nada dela é cor ou musica.
 sonoras notas em pétalas unissonas!
E das estrelas surgiram risos...
Riram da vida a enlouquecer
e na loucura de um simples vento, 
vieram ondas a restaurar.
Nada de ordem na simples desordem
que o caos refez com suavidade!
E novamente as flores coraram
de verde, rosa e vermelho amor!

Sandra Botelho

terça-feira, 24 de junho de 2014

Poema em duas cores, dois amores!



Quero me aninhar em seus braços...
Acariciar-te decorando teus traços!
Quero mergulhar em teus sonhos,
Descortinar este teu olhar tristonho!

Quero passar o dia a te falar...
Contar-te coisas sem nenhuma importância,
Desnudar-me lentamente dessa louca ânsia!
De me entregar em teus braços e te amar.

Quero acordar de manhã e te ver...
Poder beijar-te para lhe acordar.
Contar-te que ao dormir sorrias,
Te ouvir que sonhavas e me vias!

Quero poder contigo fazer amor.
Provar o gosto doce do teu suor!
Sentir tua boca em cada parte de mim...
E me inebriar com teu cheiro jasmim.

Quero amolecer teu coração.
Fazer dele morada da nossa paixão.
E nessa gula de amor e felicidade,
Quero ser presença e jamais saudade...

E quando tudo isso for realidade...
Caminharemos juntos ao entardecer!
Paralisados diante da imensa beleza,
De um amor que jamais irá fenecer!

Sandra Botelho

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Em chocolate


Em chocolate beijo...
Em chocolate me esparramo.
Em chocolate amo,
Em chocolate desejo

Chocolate como, devoro!
Beijos imploro...lambuzada...
Em chocolate me deito,
Aproveito... fico embriagada!

Com chocolate sou gulosa
Não sou vergonhosa...
 Com chocolate adoro !
Por teu gosto imploro

Quero comer sem derreter,
Derreto a mim.. e a você!
Lambuzo, uso e abuso...
Gostoso com chocolate te ter!

Vou te morder ,sorver...
Misturar devorar...
Com chocolate amar
Me perder...em você!

Beijo achocolatado
Branco, negro ou trufado...
Quero teu gosto chocolate moreno,
 Com sabor forte ou ameno!

Com chocolate sonho
Saio do mundo enfadonho!
Quero chocolate quente,
a aquecer o corpo da gente!

Sandra Botelho

domingo, 15 de junho de 2014

Desejo


Desejo é fogo que arde e inflama!
Que invade o corpo e queima a cama!
É chama ardente que invade a gente!
É vento quente que de forma estranha,
penetra a alma e as entranhas...
Desejo é sentir você na boca minha,
é teu corpo que no meu se aninha!
É respiração acelerada e coração disparado.
Desejo é me sentir fêmea , profana, tarada!
É alimentar o calor da chama jamais fenecida...
Desejo é te  esperar ,nua e enlouquecida!
É viajar , se desnudar.Desejo é se doar!
Desejo é fechar os olhos e fantasiar...
É te sentir, é te tocar, incendiar!
Desejo é acordar, te amar, dançar,
fazer tudo somente pra te assanhar,,,
Desejo é suspiro de vontade!
É tocar-me por saudade...
È ser submissa ou comandante,
Ser sua amada ou amante...
Desejo é nunca mais esquecer teu cheiro,
é senti-lo na cama, no banheiro e no travesseiro!
Desejo é querer te-lo sempre aqui, 
perto,grudado e dentro de mim!

Sandra Gonçalves

Meu sereno amor

Meu pequeno pedação de sonho! Me leva pra passear? Por ai em qualquer canto, onde o sol me descanse do calor... Me lembra...