terça-feira, 16 de fevereiro de 2016







É um engasgo uma dor

É a vida escorrendo pelos dedos

Fecho as mãos com força para tentar segurar

É impossível!

É a luz se apagando do candeeiro.

A brasa perdendo o calor, o fogo...

É  uma dor,

Uma lágrima solitária!

Gemidos implorando paz.

Impotência!

É um choro silencioso...

E lá fora há vida!

Ouço risos...

Sandra Gonçalves

Pinta tudo vai! 3




Pinta de novo minha vida de alegria!
De cor de rosa, o riso que minha boca sorria...
Pinta de paz o meu coração que antes amava,
Pinta de luto a dor que me habitava!
Pinta de luz esta escuridão na alma
e trás de volta aquele beijo que me acalma.
Pinta de esperança minha vida!
A paixão antes por mim vivida...
Pinta de plenitude este vazio que me habita
E de liberdade a razão que me limita.
Pinta de fogo o meu desejo,
e me tras de volta o amor que almejo.
Pinta de alegria a minha tristeza,
pinta meu olhar de pureza!
Pinta, colore, rabisca de todas as cores
Todos os meus desbotados amores!

Meu sereno amor

Meu pequeno pedação de sonho! Me leva pra passear? Por ai em qualquer canto, onde o sol me descanse do calor... Me lembra...