sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Feliz Aniversário Everson Russo!




Na noite magica, um olhar se debruça
A lua se veste se encarapuça
A chuva coroa o anoitecer
Seus olhos nada pode deter

Sua inpiração é o amor
O mais puro e sublime amor
Ele sonha com a amada que partiu
E com covardia seu coração feriu

Hoje vive na solidão de sua casa
Aquele alguem lhe feriu as asas
Mas não aprisionou seus pensamentos
Mesmo que seu coração viva em lamentos

O poeta que inspira, instiga, fascina
Que sonha encontrar sua bela menina
Mas que se trancou pra outro amor
Se aprisionou em sua dor

Tem a nobreza e a ternura de um lorde
Compõe seus poemas no mais doce acorde
É menino homem sincero e sensivel
Dono de um carisma indescritivel

Hoje mais um ano ele completa
Espero que tenha alcançado sua meta
De viver de amor e de poemas
De se entregar a paixões extremas

Hoje querido amigo, doce encanto
Que eu possa do mar lhe enviar um canto
Um canto de amor e amizade
Que todos possam ouvir nesta cidade

Cantarei ao mundo sua magia
Vou dedilhar suas fantasias
Mostrarei a todos sua beleza
Um principe em sua nobreza

E todos sairão as ruas, as praças, sobrados
Os apaixonados, os felizes , os abandonados
Todos saberão que o poeta do amor e da solidão
Lhes compos neste dia a mais linda e encantadora canção


Feliz Aniversário poeta amigo Everson Russo!

Sandra Botelho


♥♥♥♥♥♥♥♥


Feliz Ano Novo a todos meus queridos amigos e seguidores...
Espero que estejamos mais próximos ainda ,neste novo ano que se inicia...
Dividindo nossas tristezas e somando nossas alegrias.
Neste mundo virtual  que de frio não tem nada.
Aqui espero encontrar sempre o calor de palavras amigas que me foram tão importantes por todo este ano.
Amo vocês e os agradeço pela ternura e pelo carinho sempre comigo.
E como não poderia faltar, lhes deixo meus
 Beijos Achocolatados!


Cliquem aqui

http://simplesmenteaprendendo.blogspot.com/
E conheçam minha nova paixão.


quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Sandra by Everson Russo

É natal e eu ganhei um lindo presente de alguem muito especial...Um amigo muito querido.
Um poeta do bem. Uma pessoa repleta de dignidade e ternura.
Me sinto honrada e feliz.
Muito obrigado querido poeta amigo, este presente guardarei pra sempre no meu coração
♥♥♥♥♥ 


Sandra 

Caminhava  sozinha
Em frente ao mar
Da vida só esperava
O amor vir te encontrar
Deixando pegadas na areia
A visão do horizonte a escolheu
Menina morena e sereia
Que o olhar no mar se perdeu
Despiu seu corpo em harmonia
pra se deixar beijar
Pela chuva que começava a cair
E pela onda serena do mar
Misturou os mistérios do verde azul
Aos que tinha no seu coração
Enquanto nuvens no céu choravam
Acorde de uma canção
Recolheu do infinito seus sonhos
Suspirou e seguiu a caminhar
Na visão mais perfeita do mundo
Deixando a brisa em seu rosto tocar
O corpo despido e molhado
pela emoção do mais puro infinito
Do desejo mais perfeito de ser tocado
nesse cartão postal da natureza
Ondas faziam ilhas bailar em conflito
Num desenho delicado da alma que anseia
de se misturar a toda essa beleza

By Everson Russo
O Livro dos Dias Dois
O Último Barco do Planeta


Um comentario que merece ser postado aqui...Ah amigo que lindo...Fiquei emocionada. Obrigado de coração, não mereço tanto.


SANDRA, em qualquer época do ano você tem a magia do Natal,e em qualquer época do ano você é uma explosão de foguetórios de amizade e carinho. Tenho me perguntado, por todos estes anos que a vida me pemitiu viver, o que pode ser mais encantador que uma mulher inteligente, bela e que gosta de chocolate? Perdoem-me as rosas, o belo canto dos pássaros, aquele pôr do sol admirado nas praias, a delícia daquele cheiro de terra molhada, quando, após intenso dia de calor, a chuva se precipita sobre nós. Perdoem-me os sábios, as bruxas, as fadas, os mestres orientais, a beleza daquela menina que vem e que passa no doce balanço a caminho do mar, no meu querido Rio de Janeiro. Perdoe-me a minha amada Escola de Samba do Salgueiro, seus passistas, mestre-sala e porta-bandeira, nossas baianas e a velha guarda, e toda a empolgação daquele samba- enrêdo que o meu Salgueiro leva para o Sambódramo , todos os anos. Perdoem-me o internacional Cristo Redendor, o bondinho do Pão de açucar, as florestas da Tijuca, Copacabana, Ipanema, Leblon, Barra da Tijuca, enfim... Perdoem-me todos, mas uma mulher, inteligente,bela e que gosta de chocolate, e distribui beijos com seu sabor especial com a generosidade de uma Madre Tereza de Calcutá, é mais bonito que o céu , a terra vista do espaço, e os caudalosos mares deste planeta. O seu nome é Sandra, mas poderia ser o de qualquer deusa que habita o Olimpo, afinal, o mistério da simpatia, não tem nome! E você é este mistério. Um abração carioca, Sandra!

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Loucuras

A foto é para as garotas...

Assim como as águas desaguam no mar,
quero desaguar em você ... te desejar
Derramar meus versos em alguma canção.
Uma canção que fale de amor, e de paixão!

Quero roubar a cena dançando em algum lugar,
escancarar minha felicidade , por te amar!
Correr nua, pela chuva, sem pudores nem medos,
quero inundar a rua com meus ardentes segredos!

Que meu corpo seja a testemunha viva,
De que minha alma está perdida, lasciva...
E em uma gargalhada escancarada,
Eu me entrego ali mesmo, para ser amada!

E meu coração apaixonado e louco,
Eu quero desnudar em minha mão,
Para que todos possam ver,
Onde se esconde tanta paixão!

E quando me virem um dia,
passar pela rua, assim discretamente!
Hão de dizer, em cochichos,
ali vai uma mulher, que foi amada loucamente!

Sandra Botelho!

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Sensações

Corpo que vibra com tentações contidas...
Pele que arrepia com toques e lambidas!
Mãos que passeiam deslizam ...acariciam.
Boca que beija, que toca que inebria!

Coxas que enrolam, que colam, enroscam!
Pés que dançam, seduzem, provocam!
Seios que saltam, atiçam, encantam...
Olhos que chamam,aprisionam e provocam!

Quadris que rebolam, enlouquecem...
Movimentos que giram, conduzem, enrijecem!
Cabelos que queimam ,arabescos
Nas mãos são rédeas, cabrestos ...

Corpo feminino, sensual ensejo...
Femea no cio, mulher de desejo!
Beijo guloso, insaciável, gostoso...
Loucuras , gemidos, gritos...O gozo!

Sandra Botelho


Visitem tambem: www.gotinhasdeternura.blogspot.com
Gotinhas de ternura( Fotos do niver da Sueli)
e  www.sandra-botelho.blogspot.com
Flores Secas

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Da cor da alma


Nas sombras da noite a delicadeza fria da dor.

Nas ruas , becos e esquinas a morada do horror.
Na virtude perdida, na consciência neurótica,
 na descência desnudada de pudor.
Nos sonhos, as ilusões de um olhar,
sem brilho, sem vida,absolutamente só.
Soturnamente doente por raiva e pó,vagueia...
Nas trevas de um olhar, eu vi a dor, a dor
infinita e muda de uma rosa negra, seca e sem vida.
Esperando um encanto, uma mágica, uma cor.
Na palidez da bela que sempre foi primavera...
No instinto doente de um palhaço carente que ri de dor e gargalha de mágoa
Na vida fria ela viu a morte, se chocou com a sorte e ele foi embora.
Deixou-a absolutamente,carente , foi inconsequente malvado....
 Deixou-a  jogada ao chão.Como fétido e desprezado lixo.
Bêbada em suas drogas e mergulhada em seus temores...
Nas ânsias de um mundo que não era fim.
Fez-se túmulo escuro e profundo, com uma alma atormentada e vazia.
A luz sempre sombra, e a sombra chegou por um pouco a se fazer luz.
Mas apagou-se e tudo fez-se escuridão... faltou fôlego para trazer de volta a chama
Desesperada e nua, pintou o corpo da cor da alma,
e só se viu naquele dia uma mancha negra em lugar da cor.
E de vermelho sangue, a dor.
Foi assim que mergulhou nas trevas, aquela que era luz!
E que por um amor traidor e fraco. Perdeu a alma e destroçou o coração.
Fez- se sombra de embriagues e drogas. fez-se zumbi e mágoa.
Dor, mágoa, paixão e  traição. Assim ,estuprou-se um coração.

Sandra Botelho


Visitem: 

E meu novo blog:

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Duo em Uno



Nos teus planaltos    
me arrisco...
Louco e selvagem
escalo arisco!

Calafrios percorrem
encostas, feitiço...
Águas escorrem
os flancos atiço!

Indomável geografia,
mãos raladas,
nessa coreografia!
♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
Em teus rochedos sou mar,
Que na maré alta virá te tocar!
Nesta  lua que no céu testemunha,
toda a loucura de te amar!

Nas ondas a tocar nossos corpos,
em teu corpo vou mergulhar!
Me banhar em teus toques e beijos.
Morrer de prazer, insensatos desejos !

Queimar no fogo desta tua paixão!
Incendiar -me neste mar de fogo.
Sucumbir de prazer neste teu jogo...
Ser escrava de teu coração !


Sandra Botelho


terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Utópica certeza...



Sonhei que os sonhos eram reais...
Que nada mais havia além de canções espalhadas pelo oceano!
Sonhei todas as notas sendo tocadas num mesmo acorde...
Sonhei-me voando nas asas da vida
um voo de sorrisos...
Sonhei o sorriso nos lábios de todas as crianças
vivendo as bem aventuranças...
Sonhei  os campos em fartura, cobertos com um manto de mãos colhendo,  se fartando!
Me vi nas asas da águia, e lá de cima eu vi mundo  azul, em todos os sentidos...
Colorido de todas as raças em comunhão e paz.
Sonhei as flores sendo dadas, as armas sendo transformadas em arado.
A convivência em serenidade e paz!
O Preconceito já não era mais...
E no sonho eu soluçava  um choro feliz.
Sonhei que o amor se materializou em palavras de afeto, compreensão, ternura...
E foi pulverizado sobre o oceano!
Sonhei que bebíamos a agua da fonte, que curava todos os males.
Sarava todas as dores,
Sonhei com uma cascata de aguas cristalinas, lavando a maldade,
limpando a terra e os corações.
E enquanto voava, o vento me trazia todas as palavras,todos os sentimentos
 que me encantavam...inebriavam ...
Sonhei um mundo luz, de estrelas jogadas sobre a terra, de sonhos conquistados!
Sem medo,voei nos braços do amor!
Sonhei...E ao acordar, vi que é possível...
Comecei então a sonhar acordada, e a plantar a primeira semente...
Hoje voarei nos braços da esperança.
Serei sempre criança.
A noite não mais me assusta...Sou o que sonho ser e assim será.
Sonhei que os sonhos eram possíveis...
E acordei com a certeza ...
Sandra Botelho


A musica é uma homenagem a John Lennon

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Infinita

Há que se deitar na grama no colo de quem se ama.
Há que se sonhar...
Há que se sorrir do nada ,embriagada,
nas tristes madrugadas,
Ha que se viajar, fantasiar...extasiada!
Há que sentar no chão, olhar as aguas que correm...
Há que se perder no tempo , os minutos que escorrem!
Há que se admirar pequenos momentos...
Há que se abandonar os lamentos!
Há que se perdoar a traição do coração,
quando o arrependimento for ação,
Há que se ser emoção, paixão!
Há que se andar devagar, observar atento
o voo que a aguia dá,
Há que se permitir voar...!
Há que se calar a voz quando a ofensa vem a boca,
há que se pensar...refrear a ira louca!
Há que se debruçar no choro nas dores,
há que se permitir chorar...todos os amores!
Há que se tirar a pedra do caminho, empurrar...
Há que se prosseguir a caminhar...
Há que se admirar a nudez do homem amado, saciado.
Há que se amar...
Há que se enterrar na areia, correr na praia, entrar no mar
Há que se aventurar...
Há que se ser intensa, verdadeira,
há que se ser guerreira!
Há que se dar gargalhadas, sorrir sem receio...
Há que se fazer da vida eterno recreio!
Há que se plantar uma árvore, escrever um livro, ter um filho,vencer...
Ha que se crescer!
Há que se entregar ao amor sem receio, sem pudores,em gozo...
Ha que se amar gostoso!
Há que se reforçar a amizade com carinho, emoção!
Há que se ser simplesmente coração
Há que se sentir o perfume das flores, o gosto de varios amores...
Há que se ver a vida em muitas cores...
Há que se beijar na boca...há que se dançar na rua,
há que se lambuzar de chocolate, há que se fitar nua...
Há que se andar livre na rua, há que se cantar nas esquinas,
Há que se ser mulher sem nunca deixar de ser menina!
Há que se pintar o rosto, maquiar o gosto,
Há que se deixar sempre o coração exposto!
Há que se pular o muro, dançar no escuro,
Há que se iluminar o que é obscuro!
Ha que se sentir menina, deusa, mulher.
Há que se ser o que bem quiser.
Há que se deter os julgamentos, preconceitos,
Há que se pensar direito...
Há que se sentir em boa companhia,
mesmo quando a solidão se aninha...
Há que se morrer de amor, de calor, de paixão!
Há que se sentir tesão...
Há que ser verdadeira, há que se ser sensivel, há que se ser forte, há que se ser gostosa, fogosa.serena ou amena...
Há que ser femea, há que se ser efêmera, há que se ser infinita,há que ser desbocada, transloucada, há que ser censurada, tocada, deliciada, há que se ser pecado, há que se ser pureza, há que se ser beleza, há que se ser vaidade,verdade, há que se ser bondade, ternura,há que se ser aventura., há que ser sensivel, há que ser fortaleza!
Mas acima de tudo...
Há que se ser MULHER!
Sandra Botelho

Meu sereno amor

Meu pequeno pedação de sonho! Me leva pra passear? Por ai em qualquer canto, onde o sol me descanse do calor... Me lembra...