terça-feira, 3 de maio de 2016

Doce sedução

Então você chegou...me pegou em seus braços
e de repente sem que eu pudesse impedir
Me encheu de desejo, me fez flutuar
Veio sem pedir licença, sem meias palavras
Sem explicações, apenas o desejo...
E eu perdida em seus braços me entreguei
Não fiz perguntas, não quis saber de onde vinha
não me importei se tinha na boca o gosto de um outro beijo
Ou no corpo o toque de outras mãos...
Me entreguei aos teus beijos de delicia e em fui tua , nua , sem pudores
Em ti coloquei meus suspiros, meus desejos a tanto tempo encerrados
e na minha cama até então casta de outro corpo,
limpa de outro cheiro, nos jogamos e nos amamos.
Ectoplasmados eramos um, apenas um corpo.
E tive você dentro do meu corpo, por todos os lados,
te senti em cada poro.
Nosso suor ungiu aquele momento, e a canção que ouvimos
nada mais foi que nossos suspiros e gemidos, repletos de desejo
Ah, moço bonito, de onde vieste? 
me tiraste a paz e me trouxeste paz.
Vieste me enlouquecer, roubar meus todos pensamentos.
Tatuaste em meu corpo e em minha alma, o teu cheiro
teus toques, teu beijo...
Necessito de ti, viciada que estou de ouvir tua voz, 
de sentir teus olhos a me olhar, olhos pequeninos de luz,
Porque me roubaste o coração, quando o teu já tem outra dona.
Porque me iluminaste o olhar se os teus brilham ao ver outros olhos.
Teu beijo me enfeitiçou com gosto doce de mel, porque se tua boca deseja outra boca?
Agora tu fostes embora, atrás do teu verdadeiro amor 
E minha boca não tem mais o gosto doce que havias deixado nela
é fel o que amarga minha alma
Choro... Por me sentir tão solitária...
Moço bonito que veio me trazer o sol e agora me deixou em solitária escuridão
Vou esperar até o dia que tragas para mim teu coração
mesmo despedaçado e machucado prometo costura-lo com beijos, cura-lo com amor
refaze-lo com toda ternura.
Para que, quem sabe um dia... Eu possa fazer dele o meu abrigo.
Minha morada, meu porto seguro!
Estarei aqui a esperar por ti...Sempre!

Sandra Gonçalves

Meu sereno amor

Meu pequeno pedação de sonho! Me leva pra passear? Por ai em qualquer canto, onde o sol me descanse do calor... Me lembra...