domingo, 20 de julho de 2014

A colheita de todos os sentimentos



Cada sonho que plantei,

Com mil lagrimas reguei
Germinaram na escuridão
E iluminaram meu coração



Mas seus frutos doentes
Não me deram boas sementes
A terra infertil que era
Não floriu na primavera


Fui em busca de terra pura
Buscar pra meu coração a cura
Com meu sorriso adubei um canto
E reguei a semente com meu pranto


Foi então que descobri
Que tudo está dentro de mim
A terra fertil, a mais bela flor
E o mais puro e doce amor!

Sandra Gonçalves

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Fragmentos de mim



Sou a musica que eu canto 
Entre sorrisos e prantos 
Sou a dança, sensual e mansa 
Que de olhar nunca se cansa 
Sou aguia que voa para se esconder,
 me escondo para me refazer 
Eu sou a duvida que te confunde 
Sou corpo que ao teu se funde
 Sou o vento que revira seus cabelos 
Sou a doce sensação de prazer que eriça seus pelos 
Eu sou o sal que salga a vida 
A gostosura de uma doce lambida 
Sou frações de sentimentos 
Mas posso ser plena em meus momentos 
Sou entrega inocente e total mas sei me desviar do que é mal
 Vivo e padeço com meu sonhar mas me recupero ao acordar
 Gosto de me dar por inteiro 
Renasço a cada Janeiro
Não sou boa, nem sou má. 
Sou alguém que ainda sabe amar. 
Não me contenho na tristeza 
Choro, diante da dor, do amor e da beleza 
Sou totalmente sentimentos 
Gosto de eternizar os meus momentos 
Eu sou o pensamento mais breve 
Ou aquele pensar a que ninguém se atreve,
 Sou o corpo tremulo de desejo 
Ou a sutil delicadeza de um beijo 
Sou o coração que acelerava quando meu amor me esperava
 Eu sou o mistério que está no ar 
Nunca saberei me decifrar 
Enigmas de amor em noite escura 
Sei ser tambem sua cura 
Sou pegadas deixadas na areia
 Tarantula emaranhada em uma teia
 me encontro e volto a me perder 
Sou tudo que a vida me deixa ser 
E quando a paixão fecha o cerco,
 Ai então é que me perco 
Quer me encontrar? ]
Estou no vento, no mar...
 Em cada fragmento de amor que ainda restar... 
Pode me ver nos suspiros ou nos sorrisos, 
Se procurar com atenção,
 Posso estar em seu coração!
Sandra Gonçalves

domingo, 6 de julho de 2014

Plural


E quem foi que disse que sou uma só, ninguem é uma só, dentro de cada um de nós moram inumeras outras pessoas. Que se fundem, se escondem, se mostram ou se misturam, E essa mistura é o segredo a ser desvendado, o mistério a ser descoberto. 
Sandra Gonçalves.

Meu sereno amor

Meu pequeno pedação de sonho! Me leva pra passear? Por ai em qualquer canto, onde o sol me descanse do calor... Me lembra...