sábado, 6 de fevereiro de 2010

Sonhos sem sono

A noite chega como meu algoz Chega de forma mansa me tirando o sono Esvazio minha alma para a paz voltar. Mas não consigo dormir, você não está. Caminho pela casa sem saber onde parar Não sei para onde ir, a casa é tão grande... Sofro pela solidão que você deixa em mim. A cama é tão grande e tão vazia sem teu corpo . Tudo é tão frio, e sem graça. Ligo a televisão, passo todos os canais, mas tudo é tão banal e tão fútil. Que não me prendo a nada, sou escrava de meus pensamentos. Abro a janela, o céu está escuro, um vento forte atrapalha meus cabelos. Peço a ele que leve meu perfume até você Quem sabe sentindo meu perfume você, acorde e saia a janela, estaremos olhando para o mesmo céu, Te sentirei mais perto... Mas o vento é frio, mais frio que minha tristeza, então volto a me deitar... Meu travesseiro é meu amigo, me abro com ele, Ele guarda meus segredos minha saudade de você, Minhas lágrimas choradas de paixão. O meu desejo que somente ele por estar tão próximo de meu corpo, pode sentir... Quero o amanhecer, o sol que me traz esperança, Quero um dia eterno, que não acabe em um anoitecer solitário. Quero a imensidão do dia, e sei que isso só será possível, quando você voltar. O corpo dói, de tantas voltas que dá pela cama. A mente já não se concentra, acho que está amanhecendo, O sol começa a entrar pelas frestas da janela. É hora de acordar de um sono que já não tenho mais. Sandra Botelho!

22 comentários:

Saulo Prado disse...

Deixo aqui o fruto de sua poesia...



Um sono que já não tenho mais
Desde o dia em que roubou minha paz
Uma Tristeza que é constante
E faz da saudade minha maior amante

A nossa cama vive com o cheiro da covardia
Você foi embora, e levou a nossa fantasia
O sonho, de juntos formarmos uma familia
Se transformou no pesadelo de uma casa vazia

Uso a noite para alimentar a solidão
E me lembra que um dia eu tive um coração
Coração que abandonei quando comecei a sofrer
Por isso não quero nenhuma outra depois de você...

Seu mundo é pura inspiração...

Tenha um lindo domingo minha doce amiga...

Felina Mulher disse...

Sei bem é essa solidão!

Um beijo carinhoso querida amiga e tenha um lindo domingo!

Braulio Pereira disse...

pura seda seu poemas tocam na paixao
é como uma suave caricia.. uma linda sinfonia.
é uma mistura se sensualidade paixao ternura

obrigado pelo poema que me dedicou.
voce é um anjo
flor
essencia de amor..

beijos e felizes dias

e doces noites !!

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindíssimo!
Adorei! Sonhe e tudo o lhe será concedido em dobro! Muito obrigada pela visita! Bom Dia Sempre! Beijos********
Renata

angela disse...

Quem já não teve muitas noites assim e quando parece que passaram você abaixa a guarda e pronto...insonia de novo.
bom domingo
beijos

Adolfo Payés disse...

Por mi ausencia me disculpo.. ya regreso para poder leerte como de costumbre..

Un abrazo
Saludos fraternos..

Que disfrutes el fin de semana...

Pd:Lo siento por mi ausencia..

El Drac disse...

Seu poema me fez viver o mesmo que eu senti na ausência da amada, "vá para fora da janela e respirar ar fresco, pensando que ela, também, em algum lugar, está olhando para o céu estrelado. Very nice. Obrigado compartírnoslo. te mando un beso.

Daniel Savio disse...

Boa poesia, mas com certeza o novo sonho vai te fazer mais feliz...

E feliz final de semana para ti também =P

Fique com Deus, menina Sandra Botelho.
Um abraço.

Dani disse...

oi Sandra
vc descreveu mto bem uma noite daquelas q não desejo a ngm =S

hum, o que a falta de uma única pessoa nos faz né?!

beijos

Alvaro Oliveira disse...

Olá Sandra

Amiga me desculpe a ausência de uns dias, por
motivos de visão.
Linda composição poética. Belo momento de inspiração magnífica. Adorei
Um bom fim de semana.

Beijos

Alvaro

Thomas Albuquerque disse...

Dá até dó, ver uma mulher desejar assim, com tanto carinho, um afago, um abraço, um beijo..rsrsrr

Lindo texto, apesar de nostálgico.

Com certeza, o amado há de receber o perfume exalado pelo vento e partir para encontrá-la.

beeeijos e obrigado por participar no meu blog.

Everson Russo disse...

A noite e suas sombras contam tantas historias pra gente, nos fazem sonhar, chorar, sorrir,,,pensar, refletir,,,mas sempre esperamos por uma nova manhã....beijos querida e uma linda semana.

Manuela Freitas disse...

Olá Sandrinha,
Mais um lindo poema...
Desejo-te uma boa semana.
BJ,
Manuela

Jou Jou Balangandã disse...

Que imagem forte! E o poema também!

Beijos

Pérola disse...

Bom dia minha linda.
Conheço teus versos e são de uma profundidade envolvente.
Meu parabéns pelo bom gosto e pelos escritos,tem um talento invejável.
Parabéns moça linda.
Beijos.

a magia da noite disse...

a ausência deixa o corpo em alerta, a alma essa sempre fica desperta.

Braulio Pereira disse...

bom dia anjo..


beijos!!!

Everson Russo disse...

Um beijo carinhoso pra ti moça bonita, tenha uma semana cheia de poesia e paz nessa sua alma encantadora....

eu e minhas histórias disse...

Uma noite assim traz dor. Vivemos em busca de prazer. Ideal seria a recompensa no outro dia chegar.
Lindo blog, lindos contos. Linda você!

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Sandra sempre surpreendendo. Espero que o sono volte, na melhor forma possível, sem precisar que vire tanto na cama.Beijos. Parabéns

Geisa Machado disse...

Oi Sandra!
Fiquei contente de te ver lá no meu cantinho. Sentia a sua falta.
Eu não conseguia entrar aqui no seu e vi que vc postou vários poemas. Depois lerei todos com calma.
Quanto ao post atual, desejo que vc consiga ter uma ótima noite de sono com belos sonhos. Só que para isso acontecer, espante os fantasmas do passado, ok?
Bjusss

Sergio disse...

Vês o que te disse hoje?

"Que seus dias sejam a partir de agora, um sonho bom. Posto que és sonho de tanta gente.

O Chico (Buarque) traduz melhor o que vim de tão longe (junho) te dizer:

"Tutu-Marambá não venha mais cá
Que a mãe da criança te manda matar"

Ai, como essa moça é descuidada
Com a janela escancarada
Quer dormir impunemente
Ou será que a moça lá no alto
Não escuta o sobressalto
Do coração da gente

Ai, quanto descuido o dessa moça
Que papai tá lá na roça
E mamãe foi passear
E todo marmanjo da cidade
Quer entrar
Nos versos da cantiga de ninar
Pra ser um Tutu-Marambá

Ai, como essa moça é distraá­da
Sabe lá se está vestida
Ou se dorme transparente
Ela sabe muito bem que quando adormece
Está roubando
O sono de outra gente

Ai, quanta maldade a dessa moça
E, que aqui ninguém nos ouça
Ela sabe enfeitiçar
Pois todo malandro da cidade
Quer entrar
Nos sonhos que ela gosta de sonhar
E ser um Tutu-Marambá

"Boi, boi, boi, boi da cara preta
Pega essa menina que tem medo de careta"

Meu sereno amor

Meu pequeno pedação de sonho! Me leva pra passear? Por ai em qualquer canto, onde o sol me descanse do calor... Me lembra...