terça-feira, 20 de abril de 2010

Ruptura

Entregue a este tormento, Me fiz refem de teus lamentos... Não sabes dividir afeto, nem ternura. Se trancas em odiosas aventuras. Não és verdade, és noite escura! Onde o luar não se aventura... Se esconde em nuvens de loucura, E deixas rastros de censura. Não sabes dividir um beijo, Nunca desenhas seu desejo. É você o ser da noite! Que me trás da dor açoites. Sei que pra ti sou somente vaidade... Sem seu amor sou sua inverdade. Mentiras infames com desprezo. Mesmo sabendo do meu desejo. Cativas e foge como covarde... Não ficas porque ó mero infame? Mesmo que por teu amor eu clame, Sei que teu medo tua mente invade. Mas me calarei ao teu desamor. Não serei mais o teu troféu, Não beberás mais do meu amor o mel. Não me curvarei mais a tua dor. E nessas alguras de solidão... Nunca mais perseguiras meu coração. Pois de ti me distanciarei. E seu nome em meus labios, Para sempre silenciarei. Sandra Botelho!

26 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, querida!

No rasto do sol
Duas luas no céu e duas canções
Dois olhares que se cruzam a procurar
Um sol um luar
E todos os lugares onde a luz se pode abraçar

Doze luas há em ti e sete marés
Sete barcos navegam a procurar
Um porto uma praia
Talvez no fim do mar onde alguém nos venha esperar

Vem comigo no rasto de sol
Eu vou contigo
Vem comigo do outro lado das muralhas
Eu vou contigo

Duas luas no céu na palma da mão
Dois olhares que se entregam até ao fim
Do corpo e da alma
Em todos os lugares onde o mundo me fala de ti

À tua volta há luz de sete luares
Sete barcos navegam para encontrar
Um fogo um calor
Talvez no fim de tudo haja força pra recomeçar
Vem comigo no rasto de sol
Eu vou contigo
Vem comigo do outro lado das muralhas
Eu vou contigo

Duas luas no céu e duas canções
Dois olhares que se cruzam a procurar
Um sol um luar
E todos os lugares onde a luz se pode tocar

Vem comigo no rasto de sol
Eu vou contigo
Vem comigo do outro lado das muralhas
Eu vou contigo

Mafalda Veiga

Beijos, e tudo de Bom.
Renata

ღPat.ღ disse...

Que lindo... até na ruptura tudo aqui fica bonito.
Amei o layout bela morena!
Está de Parabéns amiga... sua atmosfera é muito especial, como diz o amigo Hod.

Beijos em ti com carinho e aproveita o feriado.

Zé Carlos disse...

Por onde anda a minha amiga querida? Estou com saudades.... Um lindo feriado para ti amanhã.

Bjs do ZC

*Mi§§ §impatia* disse...

Lindo seu texto, mas tão triste, rupturas sempre são dolorosas, mas ao mesmo tempo ficar refém de alguem tb é.
Bom feriado, beijos.

S.C. disse...

saudades de ti...
tenha um ótimo dia

Beijos

Pérola disse...

Beijos amada.
Um lindo dia.

C@urosa disse...

Olá minha querida Sandra Botelho, que maravilhoso! O amor sempre nos faz tomar difíceis decisões para o bem do nosso coração.


paz e harmonia,

forte abraço

C@urosa

Sonia Pallone disse...

Oi Sandra, vim conhecer seu espaço. Muito bom, pura sensibilidade e poesia. Bjs querida.

SAULO PRADO disse...

A ruptura existe em meu coração
E o seu desejo é a minha prisão
Sou refém de um amor
que não posso pagar
Pois sei, que minha felicidade,
a tristeza a outro ira custar...


Seu lindo poema me fez delirar...

Manuel disse...

Que boa surpresa.
Fiquei deliciosamente apaixonado por esta poesia.
Magnifica.

Kim Sousa disse...

Oi linda...desculpa a demora...a explicação está no meu blog...da uma olhada lá depois...

Bem linda...tava com saudades daqui...havia esquecido o quão bem vc escrevia...

Abração...Beijão e ótimo feriado...

José Ramón disse...

Sandra belo texto muito bonito e imagem.


Criatividade e imaginação a partir de imagens de Graças Jose Ramon para a sua visita e comentáriosCumprimentos

reltih disse...

como todo lo que piensas y escribes,,, hermoso. bello post.
besos lindura

@philipsouza disse...

Essa ruptura parece de algo inacabado, uma brexa para respirar....mudar....
como sempre Sandrinha pensando..pensativa sua postagem...

bjos

Everson Russo disse...

Fortissimo seu poema,,,solidão, triste,,,egoismo, vaidade,,,romper é tudo que o amor definitivamente não quer,,,deixar de lado,,não saber divivir...deixo te um beijo de carinho e o desejo que tenhas um lindo dia.

José disse...

Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura.
Assim acontece às vezes à ruptura,

um beijo Sandra,
José.

meus instantes e momentos disse...

que bom voltar ao teu blog.
Faz bem, gosto de ti.
bjs.
Maurizio

Mariana disse...

Toda ruptura é dolorida, eu acho, mas nos servirá para tornarmos melhor,e recomeçar se for preciso.

Espaço Aberto disse...

É com imenso prazer que chegamos até a sua casa e convidamos você a fazer parte do Espaço Aberto – Um blog para todos! Lá você em breve encontrará proposta para postagens coletivas (Tem uma ótima que já está pronta para ir ao ar!), sorteio de brindes, entrevistas, publicações dos mais diversos assuntos, enfim você não pode ficar de fora. Venha participar!

Everson Russo disse...

Um beijo carinhoso de lindo final de semana pra ti amiga...muito carinho no seu coração....

Fabrício Santiago disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através do Blog O Livro dos Dois Dias do Everton Russo, cuja literatura adoro. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Divulgar é preciso! Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado, além sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. Estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs



Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.


Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.


Abraços

http://narroterapia.blogspot.com/

Silvia C. Barbosa disse...

Mudar o amor de lugar. Trazê-lo de volta pra si.


Beijos lindo demais

Espaço Aberto disse...

Sandra...Para participar é super fácil.
Basta deixar um comentário dizendo que irá participar (Isso vc já fez) e no dia fazer a sua postagem no seu próprio blog. Você vai ter um link em nosso blog com o número da inscrição de seu blog para o sorteio do livro e para receber a visita dos outros participantes.
Boa sorte!!!

Bia Maia disse...

Minha querida!!
é melhor assim!
Pessoas assim não merecem nosso amor!

Um beijo e lindo final de semana!

Bia

Daniel Savio disse...

Bonito poema, mas as vezes temos de tomar uma atitude assim para realmente ser feliz...

Fique com Deus, menina Sandra Botelho.
Um abraço.

Ricardo Calmon disse...

Olá minina amada ,lindo teu brado berro em post forma,nesse domingo mater especial,te tributo,e flores te ofereço!

bzu no cuore

viva la vida

Meu sereno amor

Meu pequeno pedação de sonho! Me leva pra passear? Por ai em qualquer canto, onde o sol me descanse do calor... Me lembra...