quarta-feira, 23 de junho de 2010

Insanidade

Que a minha loucura seja tão solidamente estabelecida, que eu a possa usar como escudo contra a realidade.
Que ela possa absorver minha insanidade a luz de meus sonhos,
que me faça divagar em pesadelos mórbidos e insaciáveis.
Que a minha loucura sádica não me faça perder a sensibilidade a ponto de sangrar de dor.
Que ela seja tola e fútil, como turbilhões de emoções adolescentes.
Que minha loucura me livre da solidão de uma cama grande e vazia,
que eu a possa abraçar quando o corpo frio e sozinho não fechar os olhos em um sono doce e tranquilo
Enlouquecer devagar sem tropeçar na insanidade , sem fazer dela uma pedra com rachaduras ao olhar.
Que eu enlouqueça devagar até amanhecer, e que o sol quente como o meu coração, derreta o gelo da lucidez.
Que a minha loucura não me deixe gritar de dor, quando a solidão e a tristeza forem tão grandes, que me levem ao pedestal da revolta e do horror.
Enlouquecer de forma santa e devastadora, sem tirar os pés da realidade dura e anormal, mais anormal que a própria loucura.
Que eu possa ter alucinações , que eu possa ver vultos, mas que sejam vultos de vida e não de morte.
Que a minha loucura não seja violenta, mas seja flor em dia de outono , aquelas que aparecem prematuras e só nos encantam.
Que toda a minha dor seja puro pranto , seja um pranto melódico e dolorosamente frio e surdo
Que divagar seja a melhor forma de fugir, que enlouquecer seja a única maneira de sorrir.
Que a minha loucura me deixe forte, e me leve pela mão a caminhos nunca andados e que eu possa gargalhar como uma insana feliz
Que todos os dias eu enlouqueça um pouco, e que essa loucura, não me deixe tão absolutamente só.
Quero a loucura dos insanos, sua loucura é minha alegria , minha comunhão e bênção.
Quero a companhia dos malucos que sentam em calçadas e cantam, e nos olhos trazem paz.
Quero a minha loucura alicerçada na realidade de um outro mundo. Eu quero poder dormir e dormir e acordar quando o sol raiar.
Não quero o corpo dolorido de insónia e pensamentos.
Eu quero a minha insanidade, presente nos sonhos e não na realidade.
Eu o quero em forma de devolução por todo tempo acordada, uma loucura que me faça adormecer e por muitos anos não acordar.
Quero a minha loucura em forma de beijos pela manha, ou de afagos ao anoitecer.
não quero a carência vazia de noites e dias, mas a vida cheia e completamente alucinada de enlouquecer acompanhada.
Eu quero a loucura das ondas, que levam mais que trazem de volta a espumante loucura do mar.
Vou deitar e dormir, se meu corpo permitir, se minha alma enlouquecer, prometo devolver a insanidade a quem me presentear com o sono doce e tranquilo dos normais, dos que sentem normais.
Eu quero a paz.
Quero o sono completo e não o fatiado dos insones, quero dormir...
Que toda humanidade, possa ser testemunha de uma loucura doce, e viva e morta, e sem preceitos de ontem ou de hoje, mas com a certeza do amanha.
Eu quero poder enlouquecer mais ainda com o toque de um insano a me matar de prazer, sentindo que é só o que preciso,para esperar dormindo o próximo amanhecer.
Sandra Botelho

46 comentários:

Amordemadrugada disse...

Oi Sandríssima!
ena! Que lindo está o novo visual! muito mais soft...mais claro...Está muito cool!!!
Besito
e boa tarde amiguita
;)

Chica disse...

Linda e sempre bem inspirada,Sandra!beijos,tudo de bom,chica

SAULO PRADO disse...

INSANIDADE E LOUCURA
O VENENO QUE É MINHA CURA
BELEZA REGADA POR DOR
FOI ASSIM QUE DECIFREI O AMOR...

TUDO QUE VOCÊ ESCREVE TEM IMPREGUINADO OVERDOSES DE SENSAÇÕES...

Marilu disse...

Querida amiga Sandra, o melhor da loucura é fazer dela um escudo contra a realidade, pois tudo nos é perdoado, afinal somos loucos....
uma doce loucura...Lindo...Beijocas

Juliana Lira disse...

Você é mesmo tão doce como chocolate, obrigada por tudo Sandrinha, principalmente por compreender...

As vezes as pessoas não entendem, que há o vazio, há a dor...

Mas não ficamos nela pra sempre não é?Pessoas como nós sempre nos levantamos das quedas.

Te agradeço do fundo do coração e já te adicionei no msn.

"Não se abandone...
Não desista de vc."

Guardei essas palavras!

Milhões de beijos

Sueli disse...

E que a loucura possa estar sempre presente em nossas vidas. Que horror seria ter que ser normal ... sempre! Beijos doces com gosto de brigadeiro (o da Elaine...rs)!

A.S. disse...

Querida...

Depois de uns dias de férias, voltei ao teu aconchego... senti saudade!

Beijos
AL

reltih disse...

locura + cordura = equilibrio.
besos

Assis Freitas disse...

a loucura santa de cada dia, aquela que nos exercita as emoções,

beijo

Isadora disse...

Sandra que a nossa loucura seja perdoada, pois precisamos por algum momento vivê-las, ainda que com um pé na realidade e que essa loucura nos afaste da solidão, da tristeza e que nos faça enchegar um outro que queira viver essa loucura.
Um beijo

Majoli disse...

Que insanidade mais gostosa essa sua minha amiga.
Quanta loucura carregamos dentro de nós e você a descreveu de forma ímpar.

Lindo por demais.

Amo te ler.
Beijos minha querida Chocolate.

Amo você...saudades.

Manuel disse...

Isto é quase um hino à loucura. Loucura sã, que nos envolve e nos leva quase num afago.
Loucura que nos alimenta e nos leva embalados nas asas da ilusão.
Lindo.

Elaine Barnes disse...

Você já ouviu "Metadade" do Osvaldo Montenegro?
" Que minha loucura seja perdoada,porque metade de mim é amor e a outra metade...Também"!
Lindo texto,inspiradíssimo, conflitante,dual e belíssimo! Parabéns! Te aplaudo de pé!
Montão de bjs e abraços

*Mi§§ §impatia* disse...

As vezes termos surtos de loucura pra sair da mesmice e dar uma sacudida nas coisas ......
Adorei o texto amiga, beijos.

Braulio Pereira disse...

loucura de Amor
mulher divina
de paixâo flor
doce sorriso de menina.



beijos ternura...

! Marcelo Cândido ! disse...

O prazer e o enlouquecer!!!

Hod disse...

Nada como insanidade, sandices, surtos com método.
às vezes dizem a mim. Voce é meio louco não é? Digo, meio não inteiro e com método. é minha insanidade tem método..
rsrsrsrsrsr.

Beijo pra vc querida Sandra.

Luna Sanchez disse...

"Louco é quem me diz que não é feliz..."

Beijo, beijo.

ℓυηα

legalmente loira... disse...

oi sandra,
bela mudança show.
quem dera a felicidade nao fosse um estado mais um ser...
bjos com carinho.

Everson Russo disse...

Se é insanidade de amor,,vale...vale sair do mundo,,,voar pela loucura dos desejos...beijos de bom dia.

Sonhadora disse...

Minha querida Sandra
Um belo e profundo texto.

Que minha loucura me livre da solidão de uma cama grande e vazia,

Eu também quero que a loucura e a insanidade me livre do abismo profundo em que vivo...não pensar...não sofrer.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Rosemildo Sales Furtado disse...

Oi Sandra! Adorei a tua "Insanidade". Belo texto. Profundo e muito bem coordenado. Parabéns!

Beijos e um ótimo São João pra ti e para os teus.

Furtado.

meus instantes e momentos disse...

está muito bonito teu blog.
É bom voltar aqui. Bom de ler , de ver, de escutar...
agradeço tuas visitas e o chocolate dos teu bjs...
sempre,
Maurizio

Majoli disse...

Chocolate querida, você não foi ler o "meu Moreno"...sniffff

:(

rsrs.
Saudades, vai lá, vai?

Amigos são meio pidões também, né?

Beijos com enorme carinho.

Amapola disse...

Boa tarde, amiga Sandra.

Menina, que poema mais lindo...
A insanidade combina com a paixão.

Um grande abraço. Tenha um fim de semana abençoado. Muita paz e alegrias.

Marcia disse...

Oi querida amiga...percebi que aquele idiota portugues também passou pelo seu blog...acredite vc que ele foi nos meus dois blogs me ofender de tal maneira que ainda não entendo como pessoas podem ser tão grosseiras e malvadas gratuitamente...
Parece que o bem que passamos aos nossos amigos e leitores o incomodaram...
Mas viva eu e viva vc...e todos nossos amigos que são especiais...
Nós temos uma benção que é ser filha do Deus...mas ele já não posso dizer o mesmo...deve ser uma pobre alma que está vagando por aí...
Linda noite minha amiga...
Fique com Deus...
Bjs...

wcastanheira disse...

Uauu q bela insanidade, adorei este texto, acho uma loucura legal, a espumante loucura do amor... um belezura, vc merece bjos, bjose bjossssssssss

Zé Carlos disse...

Sandrinha, você é genial e que bom ser assim sempre tão inspirada!!! Parabéns garota linda.

Bjs do ZC

★David Rangel★ disse...

hahaha, rs não não , nao to revoltado, rs era so uma critica
^~
bjoo muita paz e sucesso

Bloggirls disse...

oi amiga que texto lindo! perfeito.. como sempre vc me deixa encantada ao te ler..essa loucura que combina tanto com a paixão.. vc a descreveu de uma forma maravilhosa.. beijãso cheinho de saudade..

Everson Russo disse...

Um super beijo de bom final de semana,,,cheio de carinho nesse coração de ouro puro....e claro,,,um bom jogo pra ti...

Elaine Barnes disse...

É isso aí amiga,sai da gruta e construa uma realidade de prazer e satisfaçãocom seu belo dom! Me orgulho da sua coragem e da vontade de querer virar o jogo. Tudo tem seu tempo e sua hora. Tenho certeza que é agora! Montão de bjs e abraços

cristal de uma mulher disse...

Amiga que bonito chegar aqui e voltar a conciliar a essência de sentimentos que brota de teu interior.
Com certeza a tua vontade seria o melhor que envolve teu caminho quando parada contempla as maravilhas de uma ponte en rios e verdes da natureza.

Beijos amiga e um lindo fim de semana

Sarah Slowaska disse...

Olá Sandra!
É claro que pode! Deixo-o aqui, caso deseje postá-lo, pois como o meu blog tem um código anti-plágio, não se consegue seleccionar os textos.

"Canibal

Vestido longo.
Pernas submersas num tecido
Floral. Braços descobertos,
Pescoço desnudo e olhos despertos.

Seus lábios de sal. Palavras rangindo
Entre os dentes. A língua sangrenta
debatendo-se entre as paredes.
Silêncio mortal.

No corredor, os passos de quem
Sobreviveu aos insanos desertos
Do coração. À ausência dos gemidos
Pagãos. Aos ' nãos' que a vida dá.

No quarto, o rangido da cama,
O peso do vulto rendido a um cansaço
Carrasco, à transpiração das dores,
À dor dos clamores e seus areais.

Ele, deitado ao seu lado,
Arranca o vestido com os dentes.
Entre as gotas de saliva, palavras
Que não se entendem, e promessas
Que não se cumprirão jamais.

O vestido cai, e a noite escorre
Entre uma e outra penetração persistente,
Que tenta encontrar dentro da gente
O amor que já não existe mais."

*
Quanto ao teu texto: UAU! Super intenso, aliás, eu não conheço uma Sandra que não seja intensa.
Adorei isso:
"Não quero o corpo dolorido de insónia e pensamentos.
Eu quero a minha insanidade, presente nos sonhos e não na realidade."

Eu também não quero não...
Um beijo e obrigada pelo carinho!

Sarah

T I N I N disse...

Sandrinha lindaaa!
O Blog delicioso de estar, viu!
Ai lindinha, como ja sofri por amor...Como ja chorei por não entender que cada um é cada um, e não adianta cobranças.
Se amadureci não sei, só sei que hoje não sonho com um principe. mas com um homem de verdade, especial e unico, que deve estar em algum lugar esperando por mim tambem.
um beijo lindona
T I N I N

Felina Mulher disse...

Sandrinha, vc continua escrevendo com a mesma emoção e com a mesma intensidade de uma mulher linda e apaixonada.

Um beijo da Fe!

Machado de Carlos disse...

Você sempre incrível em seus comentários! Emocionam-me!
Fico meio catatônico, sem palavras de retribuição!
Você sem sobra de dúvida é o meu aconchego!

Bela Mensagem! É isto mesmo, todos os dias o Sol nasce novamente. É como se iniciasse outra vida. Tudo novo!
Obrigado por enviar-me esta mensagem!

Marcia disse...

Amiga todos devemos ter insanidade, loucura, desejo e paixão...esses são o tempero da vida...
Sobre o português...melhor deixe mesmo...
O meu outro blog é spbre sensualidade amiga...
Sou Consultora comportamental, e terapeura sexual e tenho esse outro blog e não misturo com esse daqui...
Apareça por lá...
http://desejoseducaoepaixao.blogspot.com
Foi por isso que o tal português me insutou e depois descobriu o esse site que apenas da minha vida pessoal em família e veio me detonar aqui também...como se o fato de eu estudar a sexualidade e ter um blog sobre isso fosse um crime...
Lindo final de saemana amiga...
Obrigada pelo carinho...sabe que carinho é sempre bem vindo...bjs carinhos...e eu admiro muito vc...

Marilu disse...

Querida Sandra, tenha um lindo final de semana...Beijocas

Daniel Costa disse...

Sandra

A construção do texto faz de ti uma escritora. Li o tezto com agrado, sempre preso e atraído por ele. Creio que isto diz tudo o que me foi o que o mesmo transmitiu. Uma escritora do desassocego, por vezes é conveniente abanar a sociedade.
Beijos
Daniel

Manuela Freitas disse...

Olá querida Sandra,
Em verso ou prosa, exprimes bem o teu mundo, o que sentes no corpo e no espírito. Eu me rendo às tuas palavras, porque de louca também tenho muita coisa!... Mas que seria a vida sem as nossas loucuras? Evidentemente que é andar sem trilhos e também se pode descarrilar, não é?
Muitos beijinhos e bom fim de semana,
Manú

Anne Lieri disse...

Sandra,nada como um pouco de insanidade para ser uma pessoa saudavel!Lindo demais o seu texto!Bjs,

Everson Russo disse...

Um beijo carinhoso de bom dia pra ti querida,,,muitos beijos achocolatdos,,,rs,,rs,,,,

Fátima Guerra (Mellíss) disse...

Querida Sandra

Que a sua loucura seja essa flor de outono que nos encanta e surpreende, enfeitando a realidade do caminho.
Lindo! Vc é demais.
Bj
Fátima Guerra (Mellíss)

Juliana Lira disse...

Que toda loucura seja como a tua:
Um lindo canto de mais pura poesia!

Milhões de beijos

Daniel Savio disse...

Sabe, alguns diriam que este tipo de insanidade seria uma forma particular de felicidade, até de amor...

Fique com Deus, menina Sandra.
Um abraço.