sábado, 4 de setembro de 2010

De Joelhos



"Bendita seja a Mãe que te gerou." 
Bendito o leite que te fez crescer. 
Bendito o berço aonde te embalou 
A tua ama, para te adormecer! 

Bendita essa canção que acalentou 
Da tua vida o doce alvorecer... 
Bendita seja a Lua, que inundou 
De luz, a Terra, só para te ver... 

Benditos sejam todos que te amarem, 
As que em volta de ti ajoelharem 
Numa grande paixão fervente e louca! 

E se mais que eu, um dia, te quiser 
Alguém, bendita seja essa Mulher, 
Bendito seja o beijo dessa boca! 

Florbela Espanca




47 comentários:

Anita disse...

Este é um poema que adoro desde sempre. É muito especial :)

Deixo-te um beijinho e que este Domingo seja maravilhoso.

J Araújo disse...

Sandra, o poema é bonito, mas nos faz pensar em morte, despedida, fim. Fim que na maioria das vezes nunca estamos preparados.

Beijo poetisa

gabyshiffer disse...

Os poemas de Florbela são lindos...
Adorei o post
:)
Vim lhe desejar bom final de semana, bom feriado pra vc
beijos na alma!
Este o nosso destino: amor sem conta,
distribuído pelas coisas pérfidas ou nulas,
doação ilimitada a uma completa ingratidão,
e na concha vazia do amor a procura medrosa,
paciente, de mais e mais amor.

Carlos Drummond de Andrade

Luis Nantes® disse...

Puxa!! Meus sentimemtos pelo seu luto... Não sei quem, ligado a você, que partiu para outro plano, mas fica aqui meu registro, tá? Também perdi meu valho amigo e pai agora em maio e prá mim é como se fosse ontem, fazer o que, né? É o ciclo da vida... Beijos

reltih disse...

gracias por compartirnos tan bello texto.
besitos

Marilu disse...

Querida amiga, esse poema da Florbela é muito doce, lindo...Tenha um excelente final de semana...Beijocas

Brenda Gomes disse...

Que lindo poema, bonitas palavras ditas de forma tão envolvendo a acolher o leitor. Bjs e parabéns pelo blog

Daniel Savio disse...

Poema bom para homenagem as nossas companheiras e mães, mas ocorreu algo?

Fique com Deus, menina Sandra Botelho.
Um abraço.

Florentino disse...

asvezes presezamos ir até ao fundo do nosso coração, este poema mexeu com o meu coração,.,.bj.

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Sandra
Um amor desprendido, que abre mão para ver o outro feliz. Coisas de Florbela.
Uma linda semana para ti
Beijos

Isadora disse...

Oi Sandra. um poema lindíssimo. Eu não conhecia, ao mesmo tempo que é forte.
Espero que você esteja bem.
Um beijo

Everson Russo disse...

Belissimo poema minha querida,,,estive olhando a foto do nosso amigo,,,ainda é dificil entender essa vida...assim,,,sem sentido...beijos de bom dia e otima semana.

Malu disse...

Oi , Sandra !
Obrigada pela visita e o carinho
de suas palavras ...
Também adorei seu blog , e dar logo
de cara com Florbela é tudo de bom !
Bjo e Te Sigo ...

Malu disse...

Oi , Sandra !
Obrigada pela visita e o carinho
de suas palavras ...
Também adorei seu blog , e dar logo
de cara com Florbela é tudo de bom !
Bjo e Te Sigo ...

LegalJunior disse...

lindíssimo
muito bom esse poema.. não conhecia...
beijo achocolato hehe
http://legaljunior.blogspot.com/

J Araújo disse...

sandrinha, olha eu de volta, dessa vez, gostaria de convida-la para dar sua opinião no Notas & Noticias a respeito do ultimo post. O mesmo trata da violência contra as mulheres. espero não estar pedindo d+.

Aguardo vc lá.

Beijo, Obrigado!!

A.S. disse...

Sandra...

Bela e excitante, despertas todos os desejos, todas as loucuras!!!

BjO´ss
AL

Braulio Pereira disse...

querida Sandra

amiga és o AMOR da minha vida

que fazia eu sem ti..

sou amigo teu
teu fogo sou
abre a porta do céu
teu Amor me levou

te AMO...

feliz semana

beijos doces!!

Sonhadora disse...

Minha querida Sandrinha
Um belo poema de Florbela Espanca, que eu adoro, e este é lindo.

Deixo o meu carinho e beijinhos
Sonhadora

José disse...

Olá Sandrinha!
Boa noite, eu gosto de todos os poemas de Florbela, mas este, de Joelhos,e Amar, são os que eu mais gosto, obrigada pela partilha.

Um beijinho doce para ti, querida poetisa.
José.

ONG ALERTA disse...

A morte é a realidade da vida, paz.
Beijo Lisette

REGGINA MOON disse...

Sandra,

Sempre lindo os sonetos de Florbela, e confesso que esse não conhecia...adorei!!!

Um grande beijo e ótima semana!

Reggina Moon

Machado de Carlos disse...

Querida Amiga:

Recebi um recado somente por e-mail; não houve como moderá-lo por aqui. Achei que você, não quisesse a moderação pelo blog. Mesmo assim vou transcrevê-lo para as minhas páginas.

Beijos!...

Everson Russo disse...

Beijo carinhoso e achocolatado de otima semana pra ti querida.

Daniel Costa disse...

Sandra

Como fâ que sou da poesia de Florbela Espanca é sempre agradável a oportunidade de ler, cada um dos seus poemas.

Não o faço, por troca de galhardetes, mas escredita que simpatizo também contigo, do mesmo modo que com a Bandys.
Beijos

Beijos

Elaine Barnes disse...

Realmente uma beleza de poema.Enaltecer a mulher no sentido amplo da palavra. O ventre bendito aonde geramos frutos de amor,cuidados,paixão,paciência,entrega...Amei! Montão de bjs e abraços

Guida Rosa disse...

belissimo poema!!amei
vim retribuir seu carinho de sempre no meu blog..
uma ótima semana com perfume de rosas

PERPLEXIDADE disse...

esses versos me inflamam... linda demais essa Florbela... um doce beijo amiga, querida e sumida!! kk
:)) lindo feriado pra você!!!

Wolber Campos disse...

Olá Sandra! Tudo bem?

Não conhecia o poema. Muito bonito!

Obrigado por compartilhar.

Grande abraço a você!

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Bem-dita... :)

Tô Ligado disse...

heyy Sandra.

Passando para te deixar um super beijo!!! Acompanhou Ivete neste fds?? rsrsr

teh

Felina Mulher disse...

Que poema heim??? Sábia escolha...só acho dificil vir aki e ver a foto do meu amigo Halley....parece-me tão triste a olhar o infinito...sei lá, pode ser coisa da minha cabeça.

Um beijo Sandrinha e obrigada pelo carinho.

Sonia Pallone disse...

Linda escolha Sandrinha, neste dia frio, vc aqueceu meu coração com a poesia de Florbela Espanca. Um grande beijo.

Luciana Klopper disse...

Uauuu lindo!

Vera (Deficiente Ciente) disse...

Lindíssimo este poema, Sandra!
Iniciar a semana ouvindo este poema, é tudo de bom!!

Beijos, querida!

Nilson Barcelli disse...

Bendita é a Sandra que partilhou com os seus leitores poesia de tanta qualidade como esta.
Querida amiga, boa semana.
Um beijo.

HSLO disse...

és lindo demais.


abraços

Déia disse...

Chega a arrepiar de tão lindo!

bj

Luna Sanchez disse...

E a imagem, que coisa mais linda! =)

Beijos, querida!

ℓυηα

Vozes de Minha Alma disse...

Sandrinha, como não se comover com poema tão sublime?
Revencio essa que foi, uma grande poetisa, e que voce acertadamente nos presenteia com essa declamação maravilhosa.
Um abraço, bjs.

Lou Albergaria disse...

Florbela é sempre muito intensa!

ADORO ESSA PORTUGUESA!!!

Sandra, parabéns pela sensibilidade!

Tenha uma linda semana!

BEIJÃO!!!

Lou Albergaria disse...

Florbela é sempre muito intensa!

ADORO ESSA PORTUGUESA!!!

Sandra, parabéns pela sensibilidade!

Tenha uma linda semana!

BEIJÃO!!!

Rosemildo Sales Furtado disse...

bendita seja a hora em que te decidiste fazer essa linda postagem. Bela escolha amiga. Parabéns!

Beijos e ótimo feriado pra ti e para os teus.

Furtado.

Majoli disse...

Minha doce Chocolate, linda escolha, amo as poesias de Florbela Espanca.

Amiga, quero agradecer, de coração, o carinho e dedicação que demonstrou por mim.
Deus lhe pague, viu?
Hoje estou melhor um pouco, até abusando sentadinha aqui na frente do pc...rsrs.
Mas a febre já passou, só a tosse que demora um pouco mais pra sumir.
Beijos, muitos.
Amo você minha querida.
Se precisar de mim, estarei sempre aqui, tá bom?

Zé Carlos disse...

Sandrinha, beendita seja a mãe que te gerou.... menina mais lindinha e mais querida.....

Beijão do teu amigo, ZC

Machado de Carlos disse...

Nada como ouvir a voz de Florbela Espanca. A rainha dos Sonetos Portugueses! Adoro Florbela. Parabéns pelo post, bem achocolatados!
Beijos!...

Pat. disse...

Florbela é uma das minhas preferidas, senão, a mais delas.

beijos minha amiga amada!