segunda-feira, 19 de setembro de 2011

E a lua chorou...

Naquele instante a lua deixou de pertencer ao manto azul que cobre a terra.
Sucumbiu ao momento mais belo que já presenciou.
E desceu... Se deslocou do céu pra a terra...
Aproximou-se, para presenciar bem de perto, aquele instante ...
Não era chuva ao anoitecer, eram lagrimas da lua, diante daquele amor. 
Deixando-se inebriar... Se envolver...A lua chorou!
Muitos sentiram o suave perfume, que emanou de duas almas, que se fundiram, e se fizeram uma.
Neste instante fez sentido o que os poetas cantam, em verso e prosa.
Dois corpos, dois corações, entregues a imensidão do sentimento,
envoltos em aura azul de paixão.Subservientes  um ao outro!
Duas vidas, que naquele instante, eram intensidade de desejos...
Infinidade de prazer, eternidade de amor...
Calaram-se as vozes, suavizando o vento que ensaiava uma canção.
Naquele momento, as estrelas num balé de luz, 
iluminaram a terra para que o mundo testemunhasse o amor....
As cachoeiras,bailavam ao som do vento.
As majestosas arvores se dobravam, levando-me a pensar que dançavam...
Não se ouvia mais nem um clamor...nada de dor, nem tristeza, somente bocas contagiadas e coladas em  beijos.
Naquela noite o amor contaminou o mundo, o amor que de tão grande não coube em dois corações.
Conta-se por ai que ninguém sentiu solidão, pois para cada ser, havia um outro coração apaixonado...
Ninguem fechou a boca a um beijo, roubado ou doado...Conta-se por ai, que naquela noite,
ninguém se fez pranto, ninguém se fez dor, ninguém se fez tristeza, ninguém sofreu por amor.
Naquela noite, aqueles dois corações apaixonados, contaminaram o mundo de amor.
E até hoje há os que contam, que nunca mais se viu um amor assim...
E o mundo se calou...Somente a natureza extasiada, cantou!

Sandra Botelho

40 comentários:

AC disse...

Sandra,
Para cantar o amor dessa forma, a sua alma tem que ser enorme!

Beijo :)

Paulo Tamburro disse...

E sempre que leio suas postagens digo para o meu umbigo:

-Duvido que ela faça outra melhor do que essa!

E tenho errado sempre e por muito tempo, pois, a cada novo texto seu, descubro neste coração, novas áreas tão extensas de emoções,inacreditáveis latifundios querendo ser ocupados por grilheiros, coitados que não sabem que ele já pertence ao mundo dos seus amigos.

E lá vem chuva,vento que ensaiava canção, beijos doados ou roubados,infinidade de prazer e eternidade de amor num balé de luz.

Sandra mulher morena esculpida em chocolate do nosso desejo confesso,vem ser competente assim , AQUI EM CASA(RS).

Quer que eu minta?

Um abração carioca.

Arnoldo Pimentel disse...

Um texto lindo e envolvente, beijos.

RELTIH disse...

UN DERROCHE DE SENTIDOS Y SENTIMIENTOS.
BESOS

José Eron Lucas Nunes disse...

Sandra!
Essa lava vulcânica vai derreter todo o chocolate.
parabéns!

Parole disse...

Nem a lua fica indiferente a um amor assim... Belo, querida.


Beijos

✿ chica disse...

A cada vez mais me espanto de tanta inspiração tua...LINDO! beijos,chica

Assis Freitas disse...

choro benfazejo,


beijo

Ingrid disse...

lindo amor querida!
sempre bom por aqui..
saudades..
beijos perfumados

Anne Lieri disse...

Sandra,perfeita e sensivel sua poesia!Até a lua veio do céu para lê-la!Linda de viver!Bjs,

angela disse...

Quase um conto de fadas...imagens muito bonitas. Estou contente com sua inspiração e expressão.
beijos

Luna Sanchez disse...

Ah, amiga, tu abusa desse dom lindo que Deus te deu, hein? E eu fico encantada aqui!

Não deixa de escrever nunca, promete?

Lindo, lindo, lindo!

edumanes disse...

Num instante se aproximou
Seus corpos se uniram
A chuva ambos molhou
Loucos de amor se sentiram.

Lindo poema de amor
Sandra Botelho escreveu
Para nos dar mais calor
De ninguém se esqueceu.

Verso, prosa e sentimento
Corações apaixonados
Saudades e sofrimento
Serão sempre recordados.

Desejo uma boa para você,
com sonhos lindos.
Um beijo
Eduardo.

PauloSilva disse...

Palavras cantantes e leves. Algo cativantes. Sempre gosto de te ler. Beijos *

Manuel disse...

Cara Sandra acabei de ler o mais belo poema ao amor.
Magnifico e intenso.
Lindo!

Thomas Albuquerque disse...

pois é Sandra..imagina quantos segredos cabem na loz de um abajur,,rsrsr

beeijos..obrigado pela visita.

Daniel Costa disse...

Sandra

Que bom seria que o amor contagiasse o mundo, como está escrito num verso. De resto, todo poema é contagiante de bonito.
Beijos amiga

Ricardo Calmon disse...

"Voce é responsável pelas pessoas que fulminastes em infarto do miocardo,sua sua marvarda!

bzix girassolique

el ricka lindinhu lindinhu

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Sandra, belo poema de amor...Espectacular....
Cumprimentos

Jorge Pimenta disse...

um amor assim justifica todos os acordes da voz. até porque há lágrimas que fecundam os afetos.
beijinho e chocolate, querida sandra!

CEM PALAVRAS disse...

Sandrinha,
Tem um selinho para você lá no meu blog.
Acesse:
http://euprecisotecontar.blogspot.com/p/carinhos-recebidos.html

beijos

Braulio Pereira disse...

Deusa .. voce arrasa


Amor eterno.

beijinhos doces!!

Nilson Barcelli disse...

Como era bom que todas as noites fossem assim, onde o amor fosse uma constante para todos...
Belísimo poema, querida amiga. Gostei imenso.
Beijos.

Sueli disse...

Faço minhas as palavras do Tamburro. Você está sempre se superando, minha amiga querida! Sinto o amor transpirando em minha pele ao ler esta sua poesia. Beijão!!!

andrebdois disse...

muitisimo obrigado amiga!! fico muito feliz com sua gentileza. maravilhoso seu post, parabenss!! :D

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa tarde mihha menina achocolatada!
Que doçura hém !De poesia...acobertada de amor ,que só vc sabe como ninguém escrever...
Vc é divina no amarelo,irradiano o sol para a chegada da primavera...
bjssssssssssssssssss

Majoli disse...

Eu li, eu juro que li.
Eu comentei, eu juro que comentei.
Mas não sei cadê, ainda bem que voltei pra ver se tinha novidade.

Doce Chocolate, aqui suspirei, aqui me encantei, e encontrei um amor do jeitinho que sonhei...você escreve lindamente, amo, amo te ler.

Beijos enormes nesse coração poeta que tu tens.

Sonhadora disse...

Minha querida

Lindo e envolvente o teu poema...e com esse sentir...nem a lua afasta os amantes.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Sonia Pallone disse...

Querida, além desse, li também o post abaixo (Veneno) e acho que vc não tem que se preocupar com a opinião de ninguém. Quem gosta de te ler, vem e sai sempre com gostinho de quero mais, "deixe a hipocrisia pra quem é hipócrita"... Vc tem um jeito peculiar e intenso de escrever ...Um jeito que eu amo, tá? Bjão madamiga.

A.S. disse...

Ah!... verdadeira delicia!
Arrebatador!


Beijos querida,
AL

Alécio Souza disse...

Oi amiga, que texto maravilhoso, sua poesia me encanta sempre! Visite o meu blog, tem uma surpresa pra vc...rs!
Bjs

Livinha disse...

Sandrinha,
Estais inspiradíssima minha amiga,
belíssimo cenário com que pintaste em tão belas e ricas palavras a envolver o amor...

Lindo de viver le var a quem te ler, os sonhos...

Bjs

Livinha

Pat. disse...

Uma saudade daqui!
Venho deixar meu beijo e carinho.

Manuel disse...

Não resisti e voltei para ler este belo poema.
Bom fim-de-semana.

Alécio Souza disse...

Oi querida amiga, é sempre um prazer receber os seus comentários no meu blog, adoro o seu carinho! Vou te passar o meu e-mail pra vc mandar o selo, é alecio_souza2005@hotmail.com // Te desejo um ótimo domingo! Bjs

Silenciosamente ouvindo... disse...

As suas palavras sufocam-me...
fico sem quase respirar...
de tão envolvida nelas.
Beijinhos
Irene

Nilson Barcelli disse...

Querida amiga, bom resto de domingo e boa semana.
Beijos.

José disse...

Boa Semana com muita inspiração sempre.

beijo,
José.

RELTIH disse...

HOLA CARIÑO...
BESOS

Janine Bettencourt disse...

Bravo!
Nem palavras há mais para dizer depois do que li.
Tu fazes-me sempre sentir a cada palavra tua, consegui sentir na minha pele cada toque, cada gota que brotava dos metafóricos olhos da lua.
Beijo no teu coração.