sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Quando a felicidade dança!

Sinta-a..Correndo pelos campos...
Encantando ateus e santos!
Sendo beijada pelo vento,
acariciada por seu sopro lento...
Ergue a saia, sobre ela deposita flores,
E em seu coração recolhe amores!
Flores para enfeitar os seus dias...
Cobrir de cor e perfume suas fantasias.
É a menina tímida e esquiva!
É a mulher, ao se sentir viva!
Ela dança ao som do vento!
E de sua boca ,não se ouve nenhum lamento!
Uma aura de felicidade cobre os seios!
Aquieta delicadamente, todos os seus anseios!
Ela sorri...Sorri expondo a alma ofegante.
Sonha sorrindo, com o seu amor amante!
O vento lhe cobre de caricias...
Por sobre a pele o doce arrepio de delicias!
Gemem as auras, e os ramos estremecem
Pois sabem, que os amores jamais fenecem!
Enquanto dança de encantamento e felicidade
Sente que amar, é  sua maior e mais absoluta, verdade!

Sandra Botelho

9 comentários:

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Sandra! Passando para apreciar mais uma das tuas belas criações e matar as saudades deste lindo espaço.

Beijos,

Furtado

Ingrid disse...

lindo mesmo.. e tem coisa melhor?..
beijos lindinha..
bom final de semana..

Sueli disse...

Ela é toda feita de amor...

Sueli disse...

Ela é toda feita de amor...

LORENA LEITTE disse...

sublime!! maravilhoso
fui beijada pelo vento, a rima encantadora do seu poema!
beijos

A.S. disse...

O meu beijo de saudade!...

AL

J Araújo disse...

Quanta poesia, só mesmo você com toda essa sensibilidade poética poderia produzir tao belo texto poético.

Bj

Manuel disse...

Os seus poemas tem um encanto muito especial porque a Sandra acredita no amor.
Muito bonito e com uma imagem magnifica.

Toninhobira disse...

Gosto deste poetar pleno de alegria e festa na linda dança da vida.
Um abração menina.
Bjo.