terça-feira, 28 de abril de 2009

É incrível como o tempo passa tão rápido que consegue por vezes nos assustar. e foi isso que eu senti quando minha filha me disse: Mãe vou me casar... Meu Deus mas ontem mesmo era apenas minha bonequinha de xuquinha no cabelo e pernas grossas...Tão agarrada a mim que não ia no colo de ninguém, desde pequena dona de uma personalidade forte, brava como ninguém. Uma criança, sempre a frente das outras em todos os sentidos, andou prematuramente, falou prematuramente, e deixou as fraldas prematuramente, tinha nojo e chorava quando fazia" cáca", como dizia ela. Minha pequena menina de olhos verdes, sempre me dando orgulho, sempre me dando alegrias. E a menina cresceu e eu nem pude perceber, e hoje sinto que vivi tão pouco ao seu lado, por mais que tenhamos ficado juntas, sinto que poderíamos ter nos conhecido mais. A menina de caxinhos de ouro e olhos verdes se tornou uma mulher linda de cabelos negros e rosto de princesa.( A foto atesta isso) Forte, guerreira, determinada e como a mãe vaidosa até demais. Prática e direta, tanto que escolheu uma profissão, onde vive enfiada em números.Mas isso não faz dela desamorosa, não. Ela é amorosa sem ser dengosa,sem ficar se derretendo em mimos para com os outros , mas é doce, quando olhamos dentro daqueles olhos verdes, vemos uma linda mulher, Cheia de vida, de alegria e de sonhos... Minha filha, minha primogénita, por tantas batalhas passamos juntas, se lembra de tantas não é? mas nunca se sentiu diminuída por não podermos dar a ela tudo que merecia, mas agarrou com gana, tudo que pudemos dar. E venceu, sem frescura, sem orgulho, mas sem nunca se sentir inferior a ninguém. Minha guerreira, se casou, com alguém tão especial quanto ela, e é feliz e está feliz e será sempre feliz, porque a felicidade não é presente, é merecimento. Ver minha pequena menina de olhos verdes se casando foi emocionante, foi lindo, e demos a ela o seu sonho, o seu casamento da maneira que ela queria que fosse. Se chorei? Muito, mas de alegria, com a plena certeza do dever cumprido, não que por ela ter se casado, deixou de ser minha filha e meu maior presente, mas por poder olhar pra traz e ver que mesmo diante de tanta luta, criamos uma vencedora. Filha querida amada, seja feliz, seja sempre como é, verdadeira, forte e incrivelmente linda de corpo e alma. Eu te amo, e se precisar de um colo, estarei sempre aqui, Sempre. Seja feliz!!! Sandra Botelho

Um comentário:

Paula disse...

Eu me lembro muito desse dia.
Você estava tão radiante. Os noivos estavão tão plenos.
Essa família Botelho é muito especial..

Meu sereno amor

Meu pequeno pedação de sonho! Me leva pra passear? Por ai em qualquer canto, onde o sol me descanse do calor... Me lembra...