sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Como Dom Quixote

Eu quero trazer a paz, a paz que ninguém mais conhece, Eu vou resgatar a liberdade, para quem a quer de verdade. Eu vou correr atrás dos sonhos, vou fazê-los reais e verdadeiros! Vou semear muita alegria! E fazer real toda magia! Quero respirar profundo! Pretendo dominar o mundo, Calar vozes indecentes, libertar, todas as mentes. Quero viver, quero lutar, por idéias e ideais gritar por liberdade, Quero sarar todos os ais! Quero ser forte. Galopar ao sul , ao norte... Não temer mal nenhum, e poder sorrir da morte. Quero transformar o mundo! Eu quero gritar absurdos, quero dar voz aos mudos! Quero desnudar tolos imundos! Quero semear plenitude, revestir o mundo de virtudes! Meus moinhos não serão de vento mas trarão somente alento! Eu quero libertar os encarcerados, alimentar os esfomeados. Aos miseráveis a bonança Alguém quer ser meu Sancho Pança? Sandra Botelho

Um comentário:

Paula disse...

Eu me candidato!

"Por amor as causas perdidas..."

Meu sereno amor

Meu pequeno pedação de sonho! Me leva pra passear? Por ai em qualquer canto, onde o sol me descanse do calor... Me lembra...