sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Se o que eu sinto...

Se o que eu sinto fosse paixão, eu a arrancaria facilmente de mim, mas o que sinto está em minhas entranhas, tão firmemente enraizado, que nada pode arrancar. Não é como a rosa que facilmente se quebra. É como árvore de raízes profundas, que o solo teima em segurar. Cujo tronco não se enverga nem sob o vendaval, Se o que eu sinto fosse gota d'agua eu facilmente a reteria na palma da minha mão, mas é correnteza de águas profundas, que nada pode conter! Se o que eu sinto fosse grão de areia, eu o poderia desmanchar somente com um breve sopro, mas são dunas que até mudam de tamanho, mas não se desfazem, não se dissipam... Se o que eu sinto fosse brisa, apenas desmancharia meus cabelos, mas é vendaval, que passa e leva consigo todos os meus pensamentos. Se o que sinto fosse nuvem, seria passageira, logo após a chuva se fosse. Mas é tempestade, vinda de longe para arrebatar tudo. Se o que sinto fosse suspiro seria fácil minha alma rete-lo, mas é grito escancarado, atravessando mares e montanhas. Se o que eu sinto fosse o leve toque quente do sol sobre minha pele, eu simplesmente passaria à sombra. Mas é sol escaldante, queimando meu coração e minha alma. Se o que eu sinto fosse sonho,seria fim ao acordar, mas é tão real, quanto todas as forças da natureza. Se o que eu sinto fosse fácil, absolutamente, não seria real. Se o que sinto fosse enxurrada depois da tempestade, simplesmente molharia meus pés, Mas é como a fúria do mar que nada detém. E assim sigo... Toda sentimento! Me permitindo todas as dores, todos os amores... Se o que eu sinto fosse pequeno, meu coração o conteria, mas é imenso e por isso transborda, corre pelos olhos, inunda a alma, invade todo o corpo... Corre pelas veias e atinge o coração, como flechas certeiras nas mãos de um arqueiro medieval. E faz brisa ser vendaval, faz enchurrada ser mar bravio, faz gotas serem oceano,faz menina ser mulher! Se o que eu sinto fosse menor, não seria eu! Sandra Botelho

Um comentário:

Paula disse...

Se o que eu sentisse tivesse um nome, seria menor do que isso tudo que me levanta pela madrugada, que grita pelos sonhos e que me faz ter vontade de levantar a cada novo dia..

Perfeito! Lindo, amei!
Mais um texto para o enorme hall dos meus preferidos! Beijinhos Flor!

Meu sereno amor

Meu pequeno pedação de sonho! Me leva pra passear? Por ai em qualquer canto, onde o sol me descanse do calor... Me lembra...