quarta-feira, 28 de abril de 2010

Mágoas

Adeus...
Cansei de ser sua mentira.
De ser a brincadeira do menino mimado
Cansei de seu querer limitado.
De ser prisioneira do seu querer,
Estou me desvencilhando de você.
Deixando na areia minhas pegadas sutis,
Largando para trás o sonho que eu sempre quis.
O amor que eu sempre desejei
Mas que nunca soube me fazer feliz
Cansei de sonhar com alguém que brinca de amar.
Que não quer crescer, pra ver nosso amor florescer!
Nestas idas e vindas amadureci,
e agora de ti vou me despedir...
Deixá-lo livre como um pássaro feliz
Que vai em busca do que sempre quis.
Amores passageiros e levianos,
que não duram nem dias nem anos...
Que iniciam ao anoitecer e terminam ao amanhecer...
Adeus ...Me despeço agora , bem nesta hora.
Não te desejo felicidade, isso seria falsidade.
Quero que ames alguem, que te faça infeliz tambem.
Que brinque com seus sentimentos e ria de seus lamentos,
Que faça sangrar seu coração e deboche de sua paixão.
Quero que ao acordar magoado se lembre de mim,
E que chore sozinho ao saber que ninguem
jamais, o amará tanto assim.
Sandra Botelho!

31 comentários:

*Mi§§ §impatia* disse...

Amiga eu amei tanto, mas tantoooooooooo tantoooooooooo esse texto, que queria te pedir autorização pra posta-lo em blog Infinito PArticular....posso? Nossa, é perfeito pro meu momento......
Beijos linda.

Alma Poética disse...

LIndo poemaaaaaaaaa, amei sua visita, claro qeu pode levar anjo que bom que se indentificou com a escrita, pode sim fica avontade nao precisa perguntar e sim avisar, fico feliz um post meu em seu cantinho bjuxxxxxxxxxxxxxxxxx voltarei sempre, xerooooooooooooooooo

marquinhos

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Sandra, ficou muito bonito o poema.
Transparece a tristeza do amar só.

Beijo grande

=)

Manuela Freitas disse...

Olá querida Sandra,
EXCELENTE, COMO SEMPRE!?...
Espero que não te afogues, ninguém merece isso, depois de um amor, outro amor vem!...
Muitos beijinhos cheios de carinho,
Manú

Felina Mulher disse...

Eu já falei tudo isso um dia, mas depois da raiava, volta tudo novamente, espero que com vc seja diferente.


Bjuxxxxxxx

José Antonio disse...

Minha querida amiga compreendo sua dor neste texto mais quer um conselho bom... nunca deseje mal a ele isso pode volta-se contra vc num futuro proximo e não queremos isso certo, então deseje do fundo do coração para que ele se apaixone de verdade e o destino faz o resto se vai ver só...depois nos conte viu bjsss milll.

Majoli disse...

M A R A V I L H O S O
Escrevo esta carta pra alguém, com todas as palavras, sem tirar nem pôr.

Amiga querida, leu minha história quando me conheceu?

Estou pasma, essa sou eu.

Amei, amei, amei.

Beijos com carinho do tamanho do universo no teu ♥

Obrigada por existir.

Manuel disse...

A sua poesia é um grito de alma, é libertação, é um hino à vida.
Adorei, como sempre, estes momentos mágicos.

Daniel Savio disse...

Para mim, este tipo de amar do rapaz do poema é mais obcessão do que qualquer coisa...

Fique com Deus, menina Sandra Botelho.
Um abraço.

Luna Sanchez disse...

A gente diz "adeus", sofre, mas sabe que foi a melhor escolha, né? =\

Beijos, querida.

ℓυηα

Machado de Carlos disse...

Realmente caminhamos entre altos e baixos. Mas o remédio sempre está na palavra amor. Com ele – o amor, tudo volta ao normal. É uma questão de tempo.
Fico muito feliz quando você vem. Obrigado pela oportunidade de poder ler suas idéias e sentir com você os sentimentos mais profundos.

Fátima Guerra (Mellíss) disse...

Sandra querida, boa noite !

Lindas palavras a derramar sentimentos
Bjs.
Mell

Hod disse...

Belo Poema Sandra!!
Costumo dizer e me_dito sobre mágoas.
Não tente afogar mágoas, pois são exímias mergulhadoras e nadadoras.
Quando retornam a superfície para oxigenar, machucam como se tivesse acontecido rescentemente.

Grato por sua visita e sua adesão ao Projeto "Doe Palavras" do Hospital Mário Penna de Belo Horizonte.

Beijo pra vc.

Fatima disse...

Amo sua poesia Sandra!
Bjs.

ONG ALERTA disse...

Mágoas faram dia melhores...paz.
Lindo....

José disse...

Olá Sandra,
Que tu escreves bem já milhares de pessoas te devem ter dito, e eu já o tenho dito algumas vezes, mas poemas como este, onde pões todo teu sentimento. Há aqui uma palavra que
que eu não via escrita, nem pronunciada há muito "desenvencilhado"

beijo

Mariana disse...

Ser a mentira de alguém, ninguém quer e merece.
Devemos é amar, ser amada e sermos felizes.
belo poema.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Às vezes a gente tem que dar um basta.Mas confesso que não sou muito bomn isso. Lindo, Sandra. Beijos

Espaço Aberto disse...

As vezes é preciso dar um basta em situações que não podemos mais viver!
____________________________

Quando você fizer a sua postagem para a Coletiva, nos indique em qual dos seus blogs você fez ok?

Um abraço carinhoso

Por toda minha Vida disse...

Oi, Sandra.

Achei engraçado quando entrei no blog do Ricardo e li "Poços de Caldas" nossa sou de lá mais agora moro em Olinda, mantenho amizade com uma querida Ermelinda Trevisan, Luis Renato. Estudei no colégio São Domingos hoje Objetivo, Pelicano. Morro de saudades da minha terra, do frio, da praça, das montanhas...

Renata
http://renatagomesdefarias.blogspot.com/

Jay e Alê disse...

Hummmm
Que aconchego bom!
Bjus nosso!
Jay e Alê.

Henrik disse...

Reconhecer que por vezes algo não resulta, por mais bom que tenha sido, ou até ainda seja, é uma virtude. Há, simplesmente, desejos contrários.

Elaine Barnes disse...

Gostei viu! A raiva bem canalizada faz a gente crescer. Tá na "revorta" né?! Muito bom pra auto estima e se valorizar cada vez mais. Sou assim: Problema a gente resolve, não tem que criar outro,rs...A vida as vezes é cheia de "bis" e a gente que não percebe. Já troquei 6 por meia dúzia. rs... Montão de bjs e abraços

legalmente loira... disse...

oi sandra.
obrigada pelo lindo poema
encantou.
sua poesia é linda assim como você.
abraços com bjos.

O que a memória ama, fica eterno.
Te amo com a memória, imperecível.
Adélia Prado

legalmente loira... disse...

ah!! estou seguindo você com muito carinho.
otima noite.
bjos.

Juliana Lira disse...

Uau!!!!

Sandrinha meu amor, vc brava hein? Que deu até medinho aqui do lado da tela...
E não é que a poesia ficou um encanto de linda? Você caminha pela paixão, amor e ódio como se flutuasse nas nuvens.

Adorei

Milhões de beijos

C@urosa disse...

Olá minha querida e sensível amiga Sandra Botelho, que o amor sempre suplante as mágoas, para o bem do coração de quem sofre...muito lindo tudo aqui, como sempre, parabéns.

paz e harmonia,

forte abraço

C@urosa

[ rod ] ® disse...

Só mesmo que mergulha na serenidade da vida pode sucumbir seus valores e odiar e amar ao mesmo tempo. Um bj moça e obrigado!

Ilaine disse...

Encantador, como tudo aqui... Saudades de você!
Beijo

Everson Russo disse...

Adeus,,dores,,,saudades sempre vamos ter,,,,magoas? precisamos aprender a perdoar,,,senão,,,esquecer,,,,seguir,,,cifrar a vida em outros acordes,,,beijos de lindo final de semana....

Sueli disse...

Muito bem, moça! Palavras que todos gostariam de dizer em altos brados, mas poucos têm a necessária coragem. Abração!

Meu sereno amor

Meu pequeno pedação de sonho! Me leva pra passear? Por ai em qualquer canto, onde o sol me descanse do calor... Me lembra...