domingo, 26 de abril de 2009

Desculpa

Ontem revirando o youtube, e ouvindo algumas coisinhas de Ana Carolina, desculpem o termo coisinhas, é uma maneira carinhosa de me referir á belíssimas musicas e belíssimas letras e ainda mais belas recitações. Então decidi postar aqui um poema recitado por ela que eu amo. E que é como se tivesse sido escrito de presente pra mim. Espero que gostem, impossível não amar tudo que Ana Carolina compõe ou até mesmo recita. Se quiserem se deliciar com ela recitando , o link está abaixo.

Desculpa...

Ana Carolina

Composição: Fabrício Carpinejar

Te olho nos olhos e você reclama... Que te olho muito profundamente. Desculpa, Tudo que vivi foi profundamente... Eu te ensinei quem sou... E você foi me tirando... Os espaços entre os abraços, Guarda-me apenas uma fresta. Eu que sempre fui livre, Não importava o que os outros dissessem. Até onde posso ir para te resgatar? Reclama de mim, como se houvesse a possibilidade... De eu me inventar de novo. Desculpa... Desculpa se te olho profundamente, rente à pele... A ponto de ver seus ancestrais... Nos seus traços. A ponto de ver a estrada... Muito antes dos seus passos. Eu não vou separar as minhas vitórias Dos meus fracassos! Eu não vou renunciar a mim; Nenhuma parte, nenhum pedaço, do meu ser Vibrante, errante, sujo, livre, quente. Eu quero estar viva e permanecer Te olhando profundamente."

http://www.youtube.com/watch?v=QSkANo1cZCU&feature=fvsr

Sandra Botelho

Nenhum comentário:

Meu sereno amor

Meu pequeno pedação de sonho! Me leva pra passear? Por ai em qualquer canto, onde o sol me descanse do calor... Me lembra...