quarta-feira, 6 de maio de 2009

Caliente

Ah...como é doce teu gosto... como é macio teu corpo, e que cheiro bom tem nosso ninho Como é bom, se,derrama vinho em mim, me meleca de chantily, e sorve com gula e sede embalados em um amor louco, devaneios não nos faltam, somos dois bichos em um cio umido, em busca do prazer total. Ah...como é bom abrir-me pra teu corpo, ser tua intensamente, enrolar-me em teus membros, aninhar-me em teus braços, e suspirar por ti, cada vez que tuas mãos safadas e sem limites desenham meu corpo em traços fortes e cada vez mais perfeitos. tua língua quente, saliente, me fazendo gemer de prazer,levitar... sem censura... é assim que fazemos amor. Quantos gritos desnorteados, e lábios cerrados, esse desejo enlouquece, umidece e explode em mil fantasias, quase todas realizadas, sem pudor, nem dor, nem traumas, é assim que fazemos amor...Como um vicio, maravilhoso... Enquanto nos queimamos no calor de uma cama em brasa, a mente cria asas, e o corpo vira fogueira a ferver o sangue de dois amantes. Quando o gozo é iminente, as mãos se acalmam, a boca se aquieta com um beijo de amor, e tudo se torna morno e delicioso, para atrasar o gozo, pois ainda queremos muito mais.Queremos muitos gemidos e ais, não de dor, mas de prazer muito prazer, E aos poucos nossos corpos teimosos, se envolvem de novo e basta um beijo caliente para que tudo se esquente e recomeçamos a insanidade do desejo. Novamente todos os toques são fortes e todos os beijos nos deixam sem fôlego...É assim que fazemos amor. Me beija o corpo todo e lhe devolvo todos os beijos em todos os pontos que sei que desejas. Conheço teu corpo de olhos fechados e sei onde estão cicatrizes e pintas e todas as suas marcas, posso desenha-lo em minha mente, posso fazer amor mesmo distante... como um pintor a expor sua obra em detalhes perfeitos. E seu olhar safado sem medidas se insinua sem palavras ,eu adivinho tudo o que teu corpo quer, tudo que teu desejo implora, e me dou inteira nessa hora...É assim que fazemos amor... E a explosão acontece, é êxtase, é paz, é delírio,é vida, é amor, é gana, é cama, é mais que desejo, é tudo...é pleno. E então me ofereces o ombro e um chamego nos cabelos, depois de olhar em meus olhos e serenamente dizer que me ama, que sou a mais bela, a mais gostosa, a mais desejada e que me amaria até morrer... Se a morte me visse em uma dessas horas, duvido que ela em sua crueldade e frieza, conseguisse tirar-me dos seus braços, neste instante...seria covarde e invejosa, disso tenho certeza. Ah...Quero essa loucura impregnada em mim, esse gozo insano, esse amor mundano, quero você... Eu te amo. Então o sono merecido, vem ao encontro de dois amantes esgotados, porem felizes e intensamente apaixonados, satisfeitos, E dormimos embaraçados pernas e braços e boca e coração... É assim que fazemos amor. É assim que somos paixão.

2 comentários:

Paula disse...

Muy Caliente.UAU. És que lo subes uno calor iminente!!
kkkkkkkkkkkk

A.S. disse...

No aconchego das tuas palavras
correm rios de desejo!
Mergulho em tuas águas
como se mergulhasse na tua boca!


BeijOOO
AL

Meu sereno amor

Meu pequeno pedação de sonho! Me leva pra passear? Por ai em qualquer canto, onde o sol me descanse do calor... Me lembra...