quinta-feira, 14 de maio de 2009

Amor de mulher...

O que será esse amor, que chega de mansinho te tira a razão, te faz obedecer ao coração? O amor faz você sair de órbita, querer estar sempre perto, ter pensamentos soltos por todo o dia, faz você achar que encontrou a perfeição, se sentir uma pessoa especial só porque encontrou o amor. É sair nas ruas e te pegar sorrindo, sonhando, é ter aquela leveza gostosa que nos tira os pés do chão.Amar é querer ser o complemento do outro, aquela peça de encaixe que falta a ele,é querer ser a agua para banhar-lhe o corpo, é querer ser seu alimento, é estar disposta a ficar noites e noites somente olhando pra ele enquanto dorme. É acompanhar seus sonhos através de suas feições . Quando se ama, se cria laços que nunca serão desfeitos, porque o amor é eterno, ele nunca termina, pode até esfriar, pode ser embaçado por palavras duras, pode ser sufocado por magoas, mas ele estará sempre de volta em um simples olhar. Amar é como ter o sol por todo tempo a entrar pela casa afora, é sentir que suas mãos estão vazias demais quando não tem as mãos dele para acariciar, é esquecer de você e só se lembrar do outro. Cuidar-se mais para estar sempre bela para ele. É imaginar o que ele dirá depois do amor. Amar é esperar do outro o sorriso depois do beijo. É nunca querer crescer, quando ele lhe diz que você tem jeito de criança sorriso de criança. Amar é querer que a dor dele entre dentro do seu coração e saia do dele, sempre temos a pretensão de pensar que somos mais fortes que o outro e que aquilo que o machuca, nos machucará bem menos. É secar-lhe as lágrimas quando chora, é chorar junto. É ouvir-lhe falar dos seus pesadelos, sonhos e até coisas fúteis e achar lindo o jeito com que ele fala, é achar um charme aquela ruguinha no canto da boca, aquele jeitinho de olhar, o jeito de andar,. É conhecer todos os pequenos defeitos e detalhes e achar tudo perfeito. É sentir o coração descompassado quando ele se atrasa, é sentir ciumes quando ele acha outra muito bonita. Amar é querer partir com ele para um mundo só dos dois, é querer viver só de amor. É dormir pensando e acordar pensando nele. Amar é enlouquecer sem perder a sanidade, É se sentir sufocada de amor e desejo.É querer sempre o beijo, é viajar sem sair do lugar é viver no mundo da lua, a lua dos amantes. Enfim amar é nunca mais ser só, mesmo que a solidão aconteça, no seu coração e mente você sempre terá companhia. Que o amor nunca termine. que possamos amar muito e sinceramente, que as pessoas nunca sintam vergonha de dizer eu te amo, porque certamente tem alguém almejando ouvir essas três palavras para se sentir vivo.Para seguir em frente, para se entregar, para ser felicidade, para fazer felicidade. http://www.youtube.com/watch?v=04j0_9mAruA&feature=PlayList&p=5B1275E0D298E97A&playnext=1&playnext_from=PL&index=15 Sandra Botelho

Um comentário:

Paula disse...

Ai o amor....
Acho, eu. Do alto baixo, dos meus vinte e poucos anos, que essas suas sábias palavras defienm particularmente e universalmente o amor. Individual, egocêntrico, delicioso, precioso. Esse sentimento que nos justifica ao extremo. Que faz mal fazendo bem. Que nos deixa cada dia mais interessantes,que deixa o ar com gosto. A vida colorida. O sorriso aberto, a boca seca, as mãos trêmulas, o coração disparado. Ai o amor....