segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Basta

Para onde caminhar, quando todos os caminhos estão fechados? Para onde olhar se teus olhos estão nublados, cheios de lágrimas? Para onde ir, se te fecharam todas as portas? Como abrir de novo seu coração, se a dor dentro dele é tão grande que o transformou em fortaleza inexpugnável? Como olhar para o sol e sentir seu calor, se teu corpo é frio, extremamente gelado? Como recomeçar, se tudo que queria deixar pra trás te assombra todos os dias, como fantasmas a te atormentar? Como deixar de amar, esquecer quem te faz sofrer, se ele está sempre diante de ti? No sopro do vento em seus cabelos! Na brisa suave que trás o seu perfume! Na musica que lembra seus olhos! Nas flores que lembram seu voo! Como dançar novamente, se você só dançava para ele? Basta. Pare de se perguntar, pare de sofrer, pare de se lamentar. Somente vivemos e somos felizes se abrirmos as portas do nosso coração, Se formos atrás de uma nova canção. Porque assim como a musica, o amor é infinito, a força que temos é enorme se não nos entregarmos, se estivermos sempre prontos a recomeçar, e a vida nos propõe isso.Ela está sempre nos dizendo: Força, siga, levante-se, e veja que bem diante de você, a vida pulula de exuberância, de alegria, não fique sentado esperando um novo amor, corra para os seus braços e simplesmente se entregue. Se for feliz, ótimo... Se não... Pare, chore, sofra, escancare a sua dor, e recomece... A vida é para aqueles que estão disponíveis, disponíveis para abraçar suas causas, para cair e levantar, para viver. Com todas as dores e alegrias que ela lhe proporciona. Ser forte diante das dores do coração é absolutamente difícil, não é absolutamente impossível. Levante-se,respire, e recomece. Limpe as lágrimas, e veja que o sol brilha Espante os fantasmas, acenda a luz, eles irão... Deixe que o vento lhe traga o perfume das flores e se lembre somentedo seu cheiro doce e verdadeiramente seu. Dance, dance muito para quem te ama de verdade, aninhe-se em seus braços e seja felicidade. Arrombe todas as portas e entre deixe sua presença, sua marca, seu sorriso, sua vitória. Jogue pela janela tudo que te causa dor. E volte a viver... Se jogue nos braços da felicidade, ela está ai te oferecendo um abraço. E não se cobre, errará de novo, se enganará novamente, sofrerá muitas vezes. Abra a janela e veja... Tem um pontinho de sol querendo entrar e você não deixa. Mas sempre se lembre. Somente naufragam, somente se destroçam, os navios que se jogam ao mar. Aqueles que ficam aportados no cais, enferrujam e encalham nas areias da praia. Nunca conhecem as maravilhas, as tempestades, a beleza do nascer do sol, as grandes ondas, os horizontes, que somente em alto mar pode-se ver. Jogue sua ancora em algum lugar, aporte, mas não se enterre em nenhuma dor. A vida assim como o mar, tem belezas a lhe mostrar. Mas para isso é necessário navegar. Saia do casulo. Seja vida, seja uma nova vida! Sandra Botelho

2 comentários:

Paula disse...

Recomeçar!
Não importa em que momento.
Sentir dor é inevitável, sofrer é opcional.

Amei!! Lindo lindo!! Beijinhos

Anônimo disse...

Sempre é tempo de recomeçar. Gostei