domingo, 2 de agosto de 2009

Paz

Onde se escondeu a paz? porque se foi, porque partiu? será que se cansou da gente? Ou será que não ama, não sente? Porque abandonou o mundo? O deixou assim imundo? Afogado em dor e pranto, em agonia e desencanto. Porque partiu sem avisar? Sem ao menos se despedir? Deixando crianças chorando, deixando um mundo agonizando! Onde estará ela agora? foi-se embora pra algum canto. Para um lugar desconhecido em um mundo esquecido. Crianças morrem de saudade, adultos sofrem de verdade, o mundo clama sua volta. rogamos por sua piedade! volta ... trás de volta dias claros. Abraços e sorrisos raros, venha nos unir novamente! tirar do mundo a dor que sente! Ainda não é tarde demais, ainda dá pra voltar atrás! Vem nos devolver a vida, que você levou na partida. O sangue corre pela terra... Canhões destroçam na guerra, Homens se matam sem piedade a fome mata, sacrifica, encerra. Junto com você o amor se foi, te acompanhando foi também a alegria, o riso junto contigo também se ia, e a misericórdia a tempos, ninguém mais via. A morte agora é forte, gargalha a cada batalha... Ceifa vidas inocentes, ri-se da dor da gente. Venha, volte, eu te imploro! Rogo-te se preciso for! Volte paz, volte pro mundo! Venha nos aliviar da dor! Sandra Botelho

Um comentário:

Paula disse...

"Se queres paz. Te prepara para a guerra.
Se não queres nada, descanse em paz." - Humberto Gessinger.