quinta-feira, 11 de março de 2010

Á Deriva

Ando sem rumo como um barco a deriva,
Escancarando meu coração como uma canção,
Jogada ao vento, em um grito devastador. Um grito de amor , não de dor.
Teimoso ,meu corpo ainda te deseja,
Ele nunca me obedece...
Sinto teu hálito quente em minha nuca,
Quando entra em meu quarto enquanto durmo.
E se me lembro de seus toques,
A solidão sai pelos ventos...
Quero as mãos de um doce amado.
A desvendar os meus mistérios,
A caminhar pelas montanhas,
A delirar em meus braços,
A mergulhar em minhas vontades.
Devorando minhas carnes e
E me permitindo suas loucuras.
Quero o mar como testemunha,
A molhar nosso desejo...
Vindo para mim junto com as ondas
A vontade louca de teu beijo.
Quero teu corpo, quero você! Preciso de um porto, De um ancoradouro, Me deite em teu corpo, Me deixe ancorar em você? Seja minha bússola, Meu leme... Seja meu amor? Sandra Botelho!

19 comentários:

amor disse...

Sandra,

Como eu gosto da descoberta no mistério que está sempre, em quem desejo...

"A desvendar os meus mistérios,
A caminhar pelas montanhas,"

Beijos

! Marcelo Cândido ! disse...

Suas palavras sacodem a vida
!!!

http://palavrinhasmarcelo.blogspot.com/

Abraço...

Karina disse...

Nostalgia do amor... (sei-o bem)

Beijos

Karina

Braulio Pereira disse...

no doce do teu mar
vou embalado no vento
ao infinito chegar
penetrar!! mar!! adentro

de coraçâo para coraçâo

eu gosto de dar
trovas a voce
tanbem

viu!!!

beijos ternura

felizes dias!!

Elaine Barnes disse...

Lindo amiga! Enquanto vida tivermos, que o desejo seja sempre um companheiro e que nunca nos abandone. Amei! Montão de bjs a braços carinhosos

Sarah Slow disse...

Líndas palavras, inspiradoras! Gostei! E amo a música de fundo! beijinhos

Daniel Savio disse...

Mas menina, então faça o teu coração virar um farol para ele te encontrar...

Fique com Deus, menina Sandra Botelho.
Um abraço.

Cris França disse...

teus textos sempre cheios da força do amor que arrebata~. lindos
bjs querida

O Santo Forte disse...

Eu estou sem animo pra nada na minha vida...

Felina Mulher disse...

Fiquei sem palavras e acabei por me inspirar nesta tua bela poesia...vou arrebatar alguém com essas palavras...kkkkkk


Beijos linda Sandrinha.

A.S. disse...

Tão doce... Ah!...

Adoro aconchegar-me entre as tuas palavras!


Beijos Sandra!
AL

Pérola disse...

Oi minha linda.
Seu poema é lindo!!!Oh!!mulher de talento.
Parabéns.
beijokas.

Manuela Freitas disse...

Olá querida amiga,
Sempre tão poética, taõ cheia de sensibilidade e sensualidade...
Quando os desejos acabam, que resta?
Beijinhos «achocolatados»... e agora? Chocolate vicia!...
Manú

ALİ EKBER ÇELİK disse...

grande poema
grande blog

João Menéres disse...

Bela edição, SANDRA !

Muita suavidade em tudo.

Um beijo.

Maria Bonfá disse...

que delicia ler seus poemas.. são de uma sensualidade que eu amo ler.. beijão querida..saudade

Sandra Ribeiro disse...

Que lindo amiga...Certa vez escrevi uma poesia, e no final era assim: "Sou um barco eternamente à procura de um cais, sem encontrá-lo jamais..." (Bom final de semana, e que música linda você escolheu, amei, amei!)

A Magia da Noite disse...

há sempre um porto para acolher um barco à deriva.

Everson Russo disse...

Eu tambem ando assim, sem rumo,,,folha caida de arvore, barco sem rumo,,,,olhar perdido, não sei mais onde e nem como me encontrar....beijos de otimo final de semana.