terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Nostalgia

Que saudade do meu piano! Onde eu tocava meus sonhos, De tocar minhas canções. De por nelas minhas emoções. Saudade do som que enchia a sala! De tocar com exaustão cada escala, Saudade da suavidade das notas. Retirada de partituras rotas! Saudade até da professora Victoria Que batia em minhas mãos, Se eu não estudava uma escala. Saudade daquela canção! Ela me chamava de rebelde, Porque eu tocava o que ouvia. Então em gritos ela dizia: Que nunca ,uma grande pianista eu seria. Não queria ser grande nem famosa. Queria tocar minhas musicas. Inebriar-me com o que gostava! Tocar com as notas que eu desenhava! Mas a vida me fez parar. E outras notas fui tocar. Notas que não formam uma canção. Apenas fazem chorar o coração! Hoje meus dedos endureceram. Acho que não toco nem mais uma nota. Mas quando vejo um piano num canto, Meus coração se enche de encanto! Porque não tocar no violão? Ou quem sabe o teclado? Nem o violão , nem o teclado, Fazem com que meu sonho, Seja um sonho alado... Que saudade do meu piano... Sandra Botelho!

19 comentários:

Silvana Nunes .'. disse...

Salve 2010. Que ele seja de muita LUZ para todos.
Sabe, eu adoro escrever. Não consigo conceber a minha vida sem este ato.
Mas eu fico lendo essas poesias que as pessoas escrevem, acabo me fazendo

pergundas e ficando um pouco oprimida por não obter uma resposta satisfatória.
Eu tenho 50 anos e nunca me apaixonei por ninguém. No entanto, eu sou

extremamente feliz com a minha vida e com a capacidade intelectual que veio

comigo. Só que não consigo ter essa sensibilidade que vejos nos blogs poéticos,

sou tão prática e objetiva... não penso assim.
Tudo bem, não somos iguais mesmo , mas... vez por outra sinto-me tão diferente da

maioria.
Eu jamais colocaria nas mãos dos outros a capacidade de me fazer feliz, somente eu

tenho esse poder , pois a felicidade está dentro de nós e não com os outros. Pode

parecer estranho... mas é assim que penso.
Mesmo porque não tenho muita paciência para ficar paparicando homem e nem

administrando suas fraquezas e problemas psicológicos.
Eu sou casada, tenho 3 filhos, esta é a minha família e ponto. Gosto de meus filhos,

mas criei-os para o mundo. Tanto que há 4 anos saí de casa para deixá-los sozinhos

com seus pensamentos e as suas dificuldades. E sou extremamente feliz quando me

visitam. E somos todos felizes assim, cada um no seu quadrado. Creio que todos são

felizes, pois são inteligentíssimos, trabalham e estão terminando uma faculdade.
Quanto a meu marido, vivemos juntos, mas não obrigo a ficar do meu lado. Está

comigo porque quer. Nem eu mesmo sei se quero tê-lo a meu lado para o resto da

vida. De uma coisa eu tenho certeza: se acontecer uma separação, casamento ou

outra coisa do gênero NUNCA MAIS. Gosto de ter o meu espaço, me dou bem

comigo mesma, sabe ?
Tem outra coisa, o que passou, FOI. Não penso no passado e naquilo que deixei para trás. Para mim já era. Trazer a tona o passado não vai me levar a nada, a não ser se este passado está ligado algum erro que cometi, esse tipod e história não é para ser esquecida, penso. Tento não errar muito e não ser injusta.
Não se assuste comigo, não é nada pessoal, é apenas devaneios de quem tenta

entender esse processo na mente das pessoas.
Essa sou eu.
Saudações Florestais !
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... em:
http://www.silnunesprof.blogspot.com

Maria Bonfá disse...

bom dia Sandra.uma pena que vc parou com o piano..recomece..a musica é um balsamo para a alma.mas olha quem fala. eu ja faz anos que não toco mais violão. foram acontecendo tantas coisas e fui deixando de lado.sabe que isso me lembra uma frase? Quando vc pensa que sabe todas as respostas a vida vem e te faz novas perguntas. acho que é mais ou menos assim. planejamos, sonhamos, passa o tempo os sonhos são desfeitos. planos são mudados. e vamos sobrevivendo..todo dia olho para o violão e penso..algum dia.. beijão

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

gosto de piano e da sonta que foi teu piano

Kim Sousa disse...

Amo piano, mas não sei tocar...e o da foto é lindo...e a menina tmb, principalmente as tatoons...ahah

Bem Sandra...acabamos perdendo muito tempo de nossas vidas com coisas sem ultilidade ou fundamento...assim o tempo vai e a gente nem percebe, assim como disse...ficam só as saudades...

Abração, até mais...ahh

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Puxa,você toca piano?Acho lindo um piano bem tocado. Gostaria de saber tocar. Ah, vim pagar minha dívida.lembra do texto da bipolaridade?Ficou meio maluco, esquisito, mas foi o que saiu.Vá lá. Em tempo, seu selo eu pus em gvpoetapresentes.blogspot.com. Beijos

Fatima disse...

Outra palavras que eu gosto muito:Nostalgia!
Lindo poema Sandra.
Bjs.

poetaeusou . . . disse...

*
belo post,
adorei,
grato pela partilha,
,
conchinhas musicais, ficam,
,
*

Ricardo Calmon disse...

ÔÔÔÔÔÔQUEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!!!!!!!minha amada Sandra linda fofa,o pianô parouuuuuuuu????????????????????????????MEIN GOTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTTT,meus sais please,minina amada ,sem o pianô,vc naun pode pensar e compor by euzinhuuuuuuuuuuuuuuuuuu!sabe,te sintu,mui más que deveria,cheiru teu,teu sorrisu,dores tua ,de ternura taravés encobertas,affMaria,deixa pra lá,filhota linda,amad e fuefaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!

Viva la Vidaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
sniffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffff
minha mater única,mentora de trabalhos solidários meus,foi embora!snifffffffffffffffffffDra Zilda Arnes!

Sandra Botelho disse...

Querida Silvana...
Que bom que és feliz com tão pouco.
Que bom que sente feliz somente com sua companhia.
Não sei viver desse jeito, sou intensa em tudo, e amo ser amada, ser mimada, ser desejada.
Vivo de minhas ilusões , meus sonhos, minhas dores de amor...
Minha companhia não me satisfaz , porque quero sempre mais, quero companhia, quero afeto,preciso. Quero amigos ao meu lado.Não saberia viver sem os que amo ao meu lado. Poder beijá-los todos os dias, me declarar sempre, gosto de dizer que eu os amo. Eu tambem diferente de você, somente quero alguem ao meu lado se ele for indispensavel em minha vida.
Não quero um alguem so para ocupar espaço.
Que bom que você é feliz somente na sua companhia, é uma mulher forte.
Preciso e respiro amor. Mas não acho que isso me aprisione, ou me cerceie, de forma alguma, penso que a vida sem intensidade, sem amor, sem dor, sem saudades, não é vida, é como tomar agua morna todos os dias.
Sofro e já sofri por muito amar.De uma coisa tenho certeza, aprendi tanto com cada fim.
Meu passado não esqueço, nem da felicidade , nem do sofrimento.
Não sei separar o passado do presente, acho que eles se completam e formam o que vivemos hoje e o que somos tambem.
Sinto saudades, mesmo que ela me fira.
Sou assim, só sentimentos.
E é assim que sei viver.
Bjos minha querida.
Obrigado pelo comentario.

Ricardo Calmon disse...

DOCEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!
ÉVOCEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!
BZUS EM FILHOTE TEUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU!
VIVA LA VIDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA! SNIFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFF!
TI AMU MINININHAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!

Silvana Nunes .'. disse...

Olá minha querida amiga.
Lindo o seu depoimento e lindo poema ( já havia dito), mas é aquilo que escrevi antes, não consigo fazer essas colocações. Confesso que tenho uma ponta de inveja de quem consegue, deve ter sido pelo jeito que fui criada, às vezes penso nisso.
De qualquer maneira não me leve a mal, foi só um desabafo.
Beijo grande.

Felina Mulher disse...

Sinceramente, tem dias que a gente não consegue fugir da nostalgia.Hoje, por algum motivo escondido no recôndito da minha alma, lembrei da voz suave de alguém que me cantava "Mamute"...kkkk...pode?, e, por algum motivo, partes da música me fizeram voltar a uma essência que sempre me conduziu, mas eu a tenho sufocado desde que precisei crescer e esquece-lo!

beijos minha querida.

angela disse...

O som do piano sempre me põe a sonhar.
beijos

Lídia Borges disse...

Muito bonito este poema em notas bem tocadas.

Um beijo

Cris França disse...

a gente muda muito Sandra, quem dera fossem apenas os dedos a endurecer...bjs

Pleiba disse...

OIe miga...
Nossa eu sou doido por piano mas nunca conseguir tocar, um brother ja tentou me ajudar a tocar mas.... kakaka foi broca rs
um bjuz

Saulo Prado disse...

Eu acreditava que a unica coisa que você tocava era o nossos corações com seus lindos textos...

beijossss

Daniel Savio disse...

Só penso que você não é capaz de tocar se não quiseres, pois o importante era você tocar aquele piano, sim extrair a música que te fazia feliz...

Fique com Deus, menina Sandra Botelho.
Um abraço.

S.C. disse...

eu amo piano, mas não sei tocar :(
meu filho estuda música, flauta transversal lindissino tbm, sinto ele não ter escolhido piano rsrsrs

um beijo doce

Meu sereno amor

Meu pequeno pedação de sonho! Me leva pra passear? Por ai em qualquer canto, onde o sol me descanse do calor... Me lembra...