domingo, 26 de abril de 2009

Domingo

Era pra ser um dia como outro qualquer, mas foi eleito o dia das famílias, é um belo dia, hoje ele amanheceu mais lindo que nunca, o céu de um azul tão profundo e claro e límpido que dói os olhos. Da minha janela eu posso ver minha bela Poços de Caldas cercada por montanhas e as matas estão verdejantes, o encontro do verde das montanhas e o azul do céu nos trazem uma impressão de infinito, de grandiosidade de terna e profunda felicidade. Quando estou melancólica, me basta debruçar por alguns instantes á janela e olhar prá frente, são a demonstração do poder de Deus, da sua grandiosidade e bondade. Se refletirmos bem: Deus em sua infinita gloria e poder, sendo completo em si mesmo não necessita dessas belezas que nos inspiram, que nos enchem os olhos, que nos encantam, mas Ele as criou por amor a nós, já pararam pra pensar se tudo fosse cinza ou se tudo fosse preto e branco? Onde repousaríamos nossos olhos quando necessitássemos de paz? Mas voltando ao domingo.Da minha janela eu posso observar mães e pais subindo pela rua de mãos dadas , carinhosamente levando pelas mãos crianças ainda pequeninas, basta observar para que se perceba que estão indo pra casa dos avós, para almoçarem juntos, e eu como não tenho pai e tampouco mãe, adoro ver isso, chego a sentir uma pontinha de inveja. Mas me sinto feliz também, porque tenho hoje minha filha , meu genro, que ainda não trazem um filho pelas mãos , mas que ainda trarão e eu espero que seja breve. Hoje eles vem almoçar comigo, e isso me faz tão feliz, aos poucos a carência de ter uma mãe pra ir visitar vai desaparecendo, porque hoje eu sou a mãe visitada, e neste dia eu vou para o fogão com gosto e felicidade, nada de comidas congeladas, nada de coisas rápidas, hoje é dia em que se começa a preparar o almoço de véspera. Cozinho com o meu coração nas mãos, e não existe melhor sensação que a de sentarmos juntos a mesa e conversarmos e darmos boas risadas, minha família, só falta ele, como em quase todos os dias seu lugar é vazio a mesa, isso não deixa o dia ser completamente feliz, mas se fosse perfeito não seria real. E ao contrario dos outros dias, não sinto solidão,não preciso procurar coisas para fazer nem amigos pra conversar, nem sair...nada de Internet...tenho os meu amores comigo e isso me faz realmente feliz. É domingo, o dia esta lindo, o sol brilha, e eu estou em paz. Sandra Botelho

Nenhum comentário:

Meu sereno amor

Meu pequeno pedação de sonho! Me leva pra passear? Por ai em qualquer canto, onde o sol me descanse do calor... Me lembra...