quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Alma de navegante

Ah! O mar, num vai e vem de ondas sem fim, num quebrantamento a desaguar em mim... O mar que me leva a navegar pela vida, o mar que é tão infinito quanto a eternidade dividida. Ah! este mar navegado por piratas, por viajantes, que levam amores, corações, e amantes. O mar intempestuoso, como minha mente A rasgar em febre um coração carente, Onde sonhos habitam em soturna escuridão Quando me desnudo de uma velha paixão. O mar que extasia pela grandeza, que enfeitiça pela beleza... Vem banhar um coração contente Que novamente se tornou gente... Vem quebrar suas ondas em mim, Vem me ensinar a navegar por ti, caminhar sobre suas águas, vem enxugar minhas magoas... Vem ó mar banhar minha alma e meus pudores, caminhar sobre minhas ondas de amores, Sentir a maresia do ar salgado, colorir novamente meu sorriso desbotado... Vem me ensinar a ser livre, navegar... Sem ter lugar algum para aportar! Sandra Botelho! ***Escrevo meus poemas, como escrevo minha vida...sempre com paixão, mesmo quando meus versos são pura imaginação!***

24 comentários:

Marcelo Mayer disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Elaine Barnes disse...

Você tinha que publicar um livro de poesias amiga. São lindos de viver!
"Sentir a maresia do ar salgado,
colorir novamente meu sorriso desbotado...
Vem me ensinar a ser livre, navegar...
Sem ter lugar algum para aportar!"
Sabe, me fez lembrar de uma crise existencial que tive e chorei a minha maior dor. Naquele instante um choro saiu-me da alma,sem meu controle. É muito diferente quando a alma chora, livre do ego.Ainda não consigo falar nessa dor, pois ainda é presente.Seu poema me fez vê-la por outro ângulo. bjão

Joie disse...

Lindíssimo!
Eu adorei o poema que fala do mar, minha paixão e como tenho saudades dele. ;)

Adorei seu comentário no Blog do Marcelo Mayer sobre a Hipocresia Poética...

Um beijo e excelente fim de semana.

Valter Montani disse...

Querida

Muito obrigado pelo carinho e amizade dedicada à mim e meu espaço. Desejo boas festas à você e toda família e um ano novo repleto de realizações, bjs

Everson Russo disse...

Ai esse mar tão gostoso e tão perigoso de se navegar, bom de se envolver nessas ondas, de se perder nesse horizonte, bom quando a gente fica a espera da volta das ondas do amor....um beijo carinhoso e um lindo final de semana pra ti....

José disse...

Olá Sandra,
Concordo plenamento com o que diz a Elaine, quem
escreve assim com essa paixão todo tem que publicar um livro. Possivelmento já o terás publicado, mas se não o tiveres poemas desses não se podem perder.

Um beijinho, José

Márcio Kindermann disse...

Que sabor de vida encontrei nesse poema!
bj meu

A Magia da Noite disse...

e é assim que deve ser a escrita, um pulsar de paixões e inspirações.

SAULO PRADO disse...

Navego pelo seu mar procurando um porto não encontrar...

Mais uma linda poesia minhas doce amiga...

Sereia disse...

Olá minha querida,muito obrigado pela sua visita...
Adorei o poema de muito bom gosto.
Um beijo grande

Luna Sanchez disse...

Sandra, querida...

será que o mar atenderia um pedido da Lua?

Ai, ai...queria ver um certo milagre, vindo nas ondas.

Beijos, poema lindo, como sempre! Adoro a tua delizadeza, moça.

ℓυηα

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

O que mais me encanta no mar, é este eterno terminar e renascer.
Parece-se tanto conosco que não é estranho imaginá-lo como uma extensão de nós.

Para uns loucura.
Para outros vida.

Muito bonito o seu espaço.
Vida que vem como ondas de palavras.

Um final de semana de muitos sorrisos.

Geisa Machado disse...

Oi Sandra!
Fazer poema sobre o mar é buscar a profundidade da alma. Eu me vi sendo enlevada pelas ondas.
Bjussss

Lidia Ferreira disse...

adorei seu poema , e lindo , lindo como o mar, adorei essa parte :
Onde sonhos habitam em soturna escuridão
Quando me desnudo de uma velha paixão.

querida entrei aqui pq eu li no comentário do marcelo http://cransauce.blogspot.com, seu comentário e quero disser que concordo com vc
, passei a noite brigando com ele rsrsrs
Mas valeu, e agora ele diz que a postagem dele e inocente que ele foi irônico que foi uma brincadeira , bom mais tudo bem rrsrs deixa ele pra la né
bom sou sua nova seguidora , e também vejo que temos amigos em comum , a Elaine nas asas da coruja rsrs
bjs

Sereia disse...

Bom dia amiga...
Olha só, vc é demais sabia...
Seus poemas invadem a nossa alma...
Parabéns.
Um beijo maravilhooooooooooosa.

Manuela Freitas disse...

OLá Sandra,
Quantas vezes olhando para o mar e para o ritmo das ondas, eu faço retrospectivas à minha vida em todos os seus aspectos, analiso o que de positivo e de negativo pode ter a minha vida presente e me projecto para o futuro...
O mar é um amigo, um grande amigo....
Bjs,
Manuela

Sonia Schmorantz disse...

Lindo este poema!
beijo, bom domingo

India Tiwatã disse...

Obrigada por comentar e por me visitar lá no hppt://reinodaspedrasverdes.blogspot.com/.
Seus poemas são lindos, e adorei as suas campanhas!!
Gosto de gente que faz a sua parte para lembras as pessoas que podemos sim mudar o mundo.
bju!!

Everson Russo disse...

Uma semana muito linda e de muito carinho pra voce...beijos

Mariana Tatos disse...

na natureza tudo é libertação, nada melhor a sensibilidade humana o cheiro da salina, a escuta das ondas em rochas, o vento brincando com a maré...despertando e cinestesiando os corações de iceberg, percebemos então o qto somos pequeninos diante da sua grandeza

Luciano Braz disse...

Olha, valeu minha noite pasar por aqui.

Eu tbém sou assim ALma navegante e meu mar também é intempestuoso ... muito bom Senhorita Botelho.

Parabéns ...

Abração

poetaeusou . . . disse...

*
que beleza sandra,
,
mar,
se eu encontrasse
as palavras certas
ao contemplar-te,
ciciava o que sinto,
e num meigo olhar
de envolvo sereno,
convocava o vento
suplicando-te mar
languidez constante
,
conchinhas, deixo,
,
*

Joie disse...

Já comentei aqui o texto no inicio. Mas quero dizer que suas fotos pessoais são lindas. Transmites uma energia tão boa e sem igual. Acho que é aquela identificação de amizade, e quando você sorri.. abre raios de sol a iluminar.
Amiga, um beijo com carinho e tua mensagem foi muito especial.
Beijos de Joie

Daniel Savio disse...

Mar gera vida, mas esta mesma vida é contida dentro do mar, neste ponto somos diferente, pois podemos gerar vida fora do nosso corpo...

só pensando um pouco após ler o teu belo poema.

Fique com Deus, menina Sandra Botelho.
Um abraço.

Meu sereno amor

Meu pequeno pedação de sonho! Me leva pra passear? Por ai em qualquer canto, onde o sol me descanse do calor... Me lembra...